Newsletter do gaijin-senpai (16/06): Madonna com Anitta, Sonza com Pabllo, Gloria com Iza e outros trecos ocidentais da semana

Uma vez por semana, esse blog deixa de lado as pautas sobre bobagens que permeiam o mundinho pop oriental para se focar em… Bobagens que permeiam o mundo pop ocidental. O que de mais comentável rolou desse lado do globo terrestre nos últimos sei lá quantos dias? Venha descobrir…

MADONNA TENTA ENCARNAR DEISE TIGRONA EM FEAT. COM ANITTA

Não me entendam mal. Eu curti isso aqui, mas não pelos motivos certos. E o álbum novo da Madonna, “Madame X”, está muito esquisito. Não sei se gostei, desgostei ou apreciei ironicamente. Até rolam umas tentativas interessantes de viajar sonicamente através de algumas instrumentalizações bem especificas, com fado português cafonão, tambores africanos e coisas do tipo. O problema é que, em sua maioria, o LP opta por inserir uns artifícios contemporâneos bobos demais (batidas trap que quaisquer atos urbans usam, Maluma em DUAS FAIXAS etc.). E, pra piorar, ela tenta cantar em português em vários momentos, com um sotaque muito ruim. Não consegui levar a sério não. Deu um pouco de vergonha alheia. Se isso se mostrará positivo ou negativo, só o tempo dirá.

Dito isso, “Faz Gostoso” se sobressai por ser tão ridícula, tão hilária, que faz a volta irônica e se torna cult. É claro que não é a melhor colaboração feminina da Madonna, mas diverte pela zoeira. Mil vezes se essa fosse uma música da Anitta com alguma tiazona do funk aqui do RJ, tipo a Deise Tigrona, Tati Quebra Barraco ou a Mulher Pepita. A versão original é divertida.

Btw, a capa do álbum tá linda.

Ahein, álbuns legais para vocês redescobrirem a Madonna no Spotify: Bedtime Stories, Erotica, True Blue, Confessions, Like a Prayer, Ray of Light.

LUÍSA SONZA, DAQUELA MÚSICA LÁ QUE ELA GRITA QUE É UMA BOA MENINA, CHAMA PABLLO VITTAR PRA ANDAR NA MOTOCA

A Pabllo tá devendo um single realmente ótimo já tem um tempo, né? Diferente das faixas que ela trabalhou do primeiro álbum, nem me lembro mais das do segundo. Será que vai ser mais um daqueles acts brasileiros que morrem depois de um tempo? Tomara que não.

Sobre a música com a Luísa Sonza, achei divertidinha. Os “Eu vou na garupa… pa-pa” são bem grudentos, a linha de baixo “Destiny’s Child” do início é legal, o clipe é bem bonito. Vamos ver se pega.

GLORIA E IZA EMULAM GAGA E BEYONCÉ NA CONTINUAÇÃO DE TELEPHONE QUE NUNCA ROLOU (POR CULPA DA AZEALIA BANKS)

Essa aqui também está bem legal, não? Com o plus de a Gloria Groove e a Iza terem interpretações vocais bem mais interessantes que a das concorrentes mais acima. Gostei muito que “YoYo” tem uma estrutura que nunca “estoura” de verdade, com elas trabalhando os versos grudentos de um modo que mescla rimas de rap com um canto mais robótico. O clipe fazendo referência a “Telephone”, da Lady Gaga, “Anaconda”, da Nicki Minaj e outros troços e maravilhoso.

Resta torcer para que entre em alguma trilha de novela e estoure pro mainstream. Entrada na Globo as duas já tem.

CHARLI, LIZZO E ELFOS SE PEGANDO

E a Charli XCX tosquíssima anunciando em JUNHO um álbum que só vai sair em SETEMBRO? Qual a necessidade? hahaha

Mas enfim, o “CHARLI” trará colaborações com a Pabllo Vittar, com Troye Sivan (aquela “1999” maravilhosa e uma nova, “2099”), com a Sky Ferreira, com o trio HAIM, as rappers CupcaKKe e Brooke Candy + uma galera que eu nunca ouvi falar. Aah, o single acima está bem bacana. Meio “Coldplay encontra Marina & The Diamonds”. Uma pena a Lizzo (dona de uma das melhores músicas pop que ouvi esse ano) aparecer tão pouco. Se tivesse dividido mais linhas com ela, o resultado teria sido ainda melhor.

OLHA EU COMENTANDO TAYLOR SWIFT, LEITOR QUE PEDIU PARA EU COMENTAR TAYLOR SWIFT

Bleh. Já desgosto naturalmente dela enquanto figura, fica ainda pior quando ela tenta imitar Katy Perry (nisso de popzinho chiclete radiofônico meio oitentista), mas sem o tiquinho de pimenta “roqueira” que os produtores inserem nas faixas da original. Estéril demais. Sonolento demais.

LITTLE MIX BEM GIRLGROUP

Prefiro gastar meu tempo ouvindo e assistindo Little Mix entregando um “número de girlgroup” ótimo como esse aí. Os vocais harmonizados são uma delicinha, a atitude girlcrush intimidadora que eu tanto digo que grupos femininos precisam ter está lá. Pra mim, maravilhoso, divertido, sem defeitos.

MAS E A HANNA MONTANA?

Pelo que entendi, a ❤ Miley Cyrus ❤ estrelou um dos episódios da mais recente temporada de Black Mirror, que eu ainda não assisti, pois estou atrasadíssimo com séries, onde ela interpreta uma cantora pop com músicas do Nine Inch Nails. Inclusive, rolou um double-a-side e tudo dessa “Ashley O”. E ao que parece, as buscas pela banda cresceram bastante após o lançamento na Netflix, com uma galera mais jovem descobrindo o repertório deles por conta da série. Ou seja, bom para Miley, que acrescenta faixas novas dançantes ao seu repertório, bom para o Nine Inch Nails, que vai faturar mais uns trocados pelo buzz, bom para a Netflix, que segue ano a ano sustentando Black Mirror como marca – ou vocês vão vir com aquele papo hipster de que era melhor quando essa era uma série obscura da teve britânica em vez de o gigante mainstream atual? Se respeitem!

A única reclamação que tenho de “On a Roll” é o videoclipe pobrinho demais. Não sei se é relativo ao episódio, mas podiam ter caprichado um pouco mais no visual.

Aqui a versão original:

FALANDO EM MILEY…

Não curti tanto o EP que ela soltou dia desses. As músicas são meio inespecíficas demais. Mesmo com o vocal inconfundível dela, acabam sumindo da memória momentos depois que terminam. A exceção é esse feat. aqui com a RuPaul, bem o tipo de troço que a velha costumava soltar como single ao final das temporadas do RPDR, com as drags colocando versos para serem performados na semifinal e por aí vai. Curti.

E FALANDO EM SÉRIES…

Não vi Blackmirror ainda, mas assisti uma outra antologia de bizarrices recente: The Twilight Zone. Tem 10 episódios e pelo menos 5 deles são muito legais: o do podcast no avião, o da câmera que rebobina o tempo, o do natal na delegacia, o da arma com o escorpião e o que uma chuva de meteoros deixa os caras violentos. Valem a pirateada…

Já Good Omens, que tá no Prime Video da Amazon, é ainda mais legal. É a história de um anjo e um demônio que ficam amigos e precisam evitar que o apocalipse aconteça a partir da criação do filho do capeta por um embaixador norte-americano. O problema é que tudo desanda, pois o filho que o embaixador está criando não é o do cramunhão, mas outra criança, enquanto o neném do capiroto foi parar com uma família suburbana inglesa e ninguém ficou sabendo, nem uma bruxa latino-americana que consegue prever o futuro a partir de um livro escrito por sua antepassada, perseguida por um caçador e

Huh, parece confuso, mas é bem divertido. E inglês. MUITO inglês.

…..

….

..

.

E essa foi a cartinha ocidental dessa semana. Domingo que vem, voltamos com mais.

10 comentários em “Newsletter do gaijin-senpai (16/06): Madonna com Anitta, Sonza com Pabllo, Gloria com Iza e outros trecos ocidentais da semana

  1. Achei o album novo da Madonna tão esquizofrênico, mas tá interessante (na falta de outra palavra). Tinha curtido esse feat da Sonsa com a Pabllo, mas depois que ouvi o álbum descurti totalmente, preferi as outras faixas.
    YoYo pra mim tá ótima, adorei o vídeo, ficou moderno ao mesmo tempo que “vintage” por assim dizer. Gostei da parceria da Robozinha XCX com a Lizzo, mas a colaboração quase nula da Lizzo me incomodou um pouco. A nova da Taylor tá muito melhor que aquela ME! Então não tenho do que reclamar. A nova do LM tá Ó T I M A, amei tudo nisso, espero que faça sucesso porque as meninas merecem e muito. O resto eu ainda não vi/ouvi (com exceção da nova temporada de Black Mirror, que poderia ter sido maior, mas eu curti, achei a mais fraquinha delas mas diverte), essas novas da Miley pra mim foram bem qualquer coisa mesmo, e é isso eu acho ‘-‘.

    Curtir

  2. Pra mim o pior de tudo do Madame X foi a divulgação, principalmente aquela apresentação no Eurovision, tenho certeza que ela só decidiu fazer aquela palhaçada da bandeira da Palestina e de Israel depois que viu que todo mundo na internet tava xingando ela por ter aceitado fazer aquele show.

    Curtir

    1. Aliás morri de vergonha alheia ouvindo essa música da Taylor, principalmente na parte “cause shade never made anybody less gay”. E os fãs ainda tem coragem de elogiar essa BOMBA de letra

      Curtir

  3. Parece que o episódio de Black Mirror com a Miley Cyrus foi bastante criticado por ter uma pegada mais leve e um final feliz, com muita gente reclamando que parece um filme de sessão da tarde. Mas acho que a intenção foi exatamente essa, parodiar o estilo de filmes da Disney que povoam a sessão da tarde. E apesar de bem humorado, ele tem umas críticas bem “Black Mirror” no fundo, como o uso de hologramas e sintetizadores pra “manter o legado do artista vivo” (leia-se: faturar grana sem precisar do artista – alguém aí lembrou do holograma do Michael Jackson?).

    Seja como for, Miley tem o meu respeito.

    A propósito, não sei o que está acontecendo com a blogosfera, mas tô adorando! Lunei de volta, Dougie de volta… se o Bruno voltar, pela graça de LOONA, a blogosfera já pode pedir música no Fantástico!

    Curtir

    1. Assisti ontem a noite e parece mesmo uma paródia de filme de sessão da tarde ou filme disney channel onde as coisas dão certo no final. Só discordo que tenha uma pegada leve, pois as coisas que acontecem (o coma induzido, o “estupro” mental para tirar as músicas, a pirralha lá só tendo a boneca como amiga) são bem pesadas e “Black Mirror”.

      Mas, huh, pra ser honesto, esses fãs de Black Mirror são muito chatos. Sempre vêm com alguma reclamação. Parecem aqueles indies bocós que ficam com raiva quando determinada banda/artista obscuro que só eles conheciam ficam famosos, aí arrumam motivos pra colocar defeito, mesmo que eles continuem fazendo o mesmo que faziam antes. Zzzz.

      Curtir

      1. Pois é! Eu adorei essa quinta temporada (que teve trocentas reclamações do público); pra mim, o máximo que eu faria de reclamação foi ela só ter três episódios. Mas gostei de todos.

        Curtir

  4. Passando aqui só pra comentar que eu tô besta comigo mesmo… por que eu demorei tanto tempo pra prestar mais atenção na Gloria Groove?! Bumbum de Ouro e Coisa Boa são verdadeiros HINOOOOOOOOOOOOSAAAAAARRGH!!

    *fazendo o grito de guerra: GLORIA GRÚ-VE*

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s