“Birthday” e outros capopes de duplo sentido

Dias atrás, Somi debutou com a ótima Birthday, uma faixa pop gostosinha que pode ser lida de diferentes formas. A mais superficial, sobre ela ser uma garota jovem e livre que gosta de aproveitar a vida, como se todos os dias fossem seu aniversário. A mais divertida, sobre ela não precisar de cara nenhum para se satisfazer, pois sabe se masturbar sozinha:

Oops, você não foi convidado…

O K-Pop está cheio dessas músicas de duplo sentido que ficam ainda mais divertidas quando rola um esforço maldoso maior daqueles que as escutam. Abaixo, separei algumas das minhas favoritas para serem “descobertas” corretamente por vocês.

“Warm Hole”, do Brown Eyed Girls

Um dos casos recentes mais divertidos, tanto pela música em si, quanto pelas integrantes do Brown Eyed Girls usando os duplos sentidos a seu favor apenas pela palhaçada. Teoricamente, essa música deveria se chamar “Worm Hole” (buraco de minhoca), fazendo menção ao conceito “físico/espacial” do álbum. No entanto, elas aproveitaram que, em coreano, as escritas eram meio parecidas (ou iguais, não lembro) e colocaram o título como “Warm Hole” (buraco quente), ampliando toda a bobageira sexual maravilhosa com o videoclipe recheado de cenas de “penetração”. Muito bom.

“Milk”, do F(x)

Era para ser uma música comparando o amor ao apetite de gatos por leite. Dando uma olhada na letra, é impossível não ver que toda ela é sobre transar a noite toda.

“Lips On Lips”, da Tiffany que agora é Young

O lábios que ela quer que encoste não são os da boca não.

“Kiss My Lips”, da BoA

Idem.

“Are You Hungry?”, do EXID

Coisinha-da-voz-fina e a outra lá querendo “saciar a fome” do cara com uma “comida irresistível”.

“Secret Garden”, do Oh My Girl

Oh My Girl fofinhas demais convidando o cara para conhecer o “jardim secreto” dentro delas.

“Love Cherry Motion”, da Choerry

Essa talvez só funcione mesmo com o auxílio do clipe, com Choerry literalmente “rompendo o talo”, mas, come on, dá pra entender que tudo aqui é sobre perder a virgindade, não?


E essas aí foram as que eu lembrei de cara. Quais outros bops de duplo sentido vêm às suas cabeças?

16 comentários em ““Birthday” e outros capopes de duplo sentido

  1. Ia citar as músicas da Gain, mas no caso delas o sentido é escancarado mesmo…

    Bom, tem Egoist da Olivia Hye. Meio chocante aliás que a BBC tenha dado Love Cherry Motion e Egoist pra serem gravadas por meninas que, em ambos os casos, tinham DEZESSEIS ANOS quando as músicas foram lançadas.

    Curtir

    1. pode ser meio estranho essa opinião,mas novidade pra mim seria se eles tivessem dado pra alguma maior de idade,quantas vezes coisas claramente sexuais não são mascaradas com conceito aegyo e roupas brancas,o que não deixa de ser problematico

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s