Raspa no tacho (22/07): EXO, Pentagon, DAY6, Perfume e mais

Muitos lançamentos que rendem poucos comentários, juntos para formar volume num post só. Será que a sua favorita foi lembrada? Vamos à raspa no tacho…

[Suran – Surfin’]

Por algum motivo que eu desconheço, saiu teaser disso aqui no canal da SM no YouTube. Até achei que a Suran tinha sido contratada por eles, mas nada foi feito. Inclusive, nem MV teve. Achei “Surfin'” bem bacaninha de ouvir, com uma “vibe verão” que cola legal nessa época do ano (no oriente, né, pois aqui no Brasil tá uma friaca entediante). Tomara que esse seja o indício de que ela vai começar a optar por canções com um apelo mais pop daqui pra frente. A Suran manda bem cantando, mas lança umas bobagens pedantes sonolentas demais a longo prazo.

[015B, Youra – L]

Não sei se vocês se lembram desse dois, mas ano passado eles soltaram a ótima MEU CABELO TÁ VERDE, que toca todos os dias no meu celular até hoje. “L” também é bem interessante, sendo um bom produto “hipster” em sua ideia de misturar pop dançante com R&B e até umas inspirações de bossa nova. Vai fazer companhia ao bop deles de 2018 nas minhas playlists diárias.

[Yeseo – Hot Hand]

Mais uma delicinha alternê, mas vinda de alguém que eu desconheço a procedência. Quem é essa gostosa aí? Vou dar uma olhada nos outros troços que ela já lançou, pois adorei a atmosfera erótica de puteiro que ela criou nessa “Hot Hand”.

[Flashe – Talk]

Quarteto de nugus com plásticas que deram errado trazendo uma farofinha latina divertidinha de ouvir. Um refrão menos esganiçado e um break mais orgânico pro rap fariam de “Talk” uma bobagem ainda melhor. Se elas já não tiverem disbandado, podem tomar mais cuidado com esses detalhes num eventual comeback.

[Limitless – Dreamplay]

Não entendi. Lembro de, tempos atrás (ano passado?) ter visto o Celso Kamura do Produce 101 lançando algo solo com dois backing vocals ou algo do tipo. Pensei que a empresa fundo de quintal dele o trabalharia individualmente, mesmo com ele não sabendo cantar, dançar ou fazer rap na época do programa. Ahein. Ao menos, o colocaram num grupo com só mais três caras, assim o apelo dele (existente apenas pelo cabelão) não é tão diluído.

De qualquer forma, boa essa “Dreamplay”. Vai mais ou menos na proposta latina-mas-não-tanto das nugus acima, só que com um acabamento mais profissional. Curti.

[Lena Park – With You]

Baladinha bacaninha dessa Lena Park, que eu já vi o nome aparecendo algumas vezes em diversas ocasiões, mas nunca me importei o bastante para olhar quem é.

[EXO-SC – What a Life]

Aah, não fode.

[Pentagon – Humph!]

Já é a segunda ou terceira vez que eles tentam reprisar a magia de Shine. Sem sucesso, claro.

[DAY6 – Time of Our Life]

Música anual do DAY6 na Coreia do Sul que recria aquela magia de animesongs, só que dentro do K-Pop. Gosto. Mas eu tenho um fraco por esse tipo de número, então sei lá.

[Tayeong – Long Flight]

Não me liguei na thumb quando cliquei e levei um susto, pois tinha achado que era um STATION da Taeyeon e não de algum moleque genérico de sei lá qual NCT. Não tá ruim não, mas nunca mais escutarei.

[Hong Bin (VIXX) e Hyung Won (Monsta X) – Cool Love]

Propaganda da Pepsi juntando dois caras que eu desconheço do VIXX e do Monsta X. Quando começou, achei que seria mais uma dessas baladinhas R&B aguadas que ninguém se lembra quando chega no final, mas minha cara foi no chão com o pancadão que vem de refrão, bem pesado e diferente do que parece ser a proposta inicial. Tá aí uma boa surpresa. As respectivas empresas deles deveriam ter utilizado a faixa como title de um dos grupos, não só como CF de refrigerante.

[Nana Mizuki – METANOIA]

Indo pro Japão, uma OST nova da Nana Mizuki prum anime qualquer dessa temporada (e eu não comecei a ver nem os da temporada passada que tenho que resenhar prum outro site, vish). É o rock-ish/metal-ish que costuma agradar quem já curte esse som. Como é o meu caso, já estou aqui batendo cabelo quando chega o refrão satânico.

[Chanmina – Never Grow Up]

Chanmina, que é uma sul-coreana tentando a vida como solista no Japão, com o que, acho eu, é seu melhor single até então. Bem em linha com os dancehalls chills que eram (ou ainda são?) fortes dentro dos hot 100 ao redor do globo. Achei interessante por ser algo “de verão”, mas numa pegada inversa ao esperável.

[Perfume – Nananananairo]

Huh, Perfume tá aí com uma compilação de muitos anos de carreira. Achei que seria a oportunidade perfeita pra virem com um single de qualidade equiparável ao que elas faziam lá atrás, pois revisitariam esse repertório e blá blá blá, mas o que rolou foi uma farofinha que parece descarte do último álbum da Kyary Pamyu Pamyu. Como o álbum é bom, a música até que funciona, mas porra, Nakata, toma vergonha, cara, anos e anos para isso? Se respeite.

E… Foi isso aí.

2 comentários em “Raspa no tacho (22/07): EXO, Pentagon, DAY6, Perfume e mais

  1. Day6 já tinha sua opening de anime, e foram lá e lançaram a ending e agora so falta as osts de animes, ainda acho a melhor deles i wait;
    Alguem pode me explicar por que o povo do japao gosta de rock pra anime e de musica chata pro dia a dia?

    Curtir

  2. Day6 faz parte do pequeno pacote do kpop que ainda quando lançam algo, eu checo.
    Ah, muito contente de ter encontrado (novamente) seu blog! No Icônico Esquadrão Lunático eu havia comentado também apenas uma vez, mas acompanhava fielmente. Sua escrita é foda (pode publicar palavrão? KKKKKK).

    btw, o que foi essa formação alternativa do exo? Mano, que

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s