Time Machine: em “Gentlewomen”, Jolin Tsai serviu representatividade e esquisitice sonora (2014)

Como sempre acontece, ao menos, umas três ou quatro vezes por ano, voltei a ouvir o “Play”, álbum de 2014 da Jolin Tsai, com uma frequência bem alta aqui em casa. Clássicos atemporais do pop são assim, sempre retornando à memória.

Nisso, me peguei repetindo Gentlewomen mais do que as outras. Em tempos de pride month para alguns de vocês, isso é bem oportuno…

“Gentlewomen” é a faixa que abre o LP, mas acabou sendo ligeiramente eclipsada por outras canções da Jolin nesse mesmo release à época. O que é bastante justificável quando lembramos não só que o “Play” teve uma promoção bem longa, com várias tracks nele sendo trabalhadas como single antes e depois de seu lançamento, mas também que “Gentlewomen” veio sanduichada entre clipes que atingiram uma proporção de sucesso e buchicho bem maior na Ásia, como a title “Play”, listada como o maior MandoPop daquele ano por veículos asiáticos e pelo ASIANMIXTAPE, “We’re All Different, Yet the Same”, que foi vetada em alguns locais por tratar abertamente de um casamento homossexual, e “I’m Not Yours”, feature com a Namie Amuro, pois Namie Amuro.

Mas grandes músicas e clipes merecem ser redescobertos e revisitados sempre que possível. E “Gentlewomen” é especialmente maravilhosa em tudo que a Jolin propõe trazer. Acharam Ugly Beauty, de 2018, esquisita? Pois aqui a confusão mental sonora não é muito diferente não. Rola um instrumental ~world music~ quase que angustiante, com uns tambores fazendo a marcação enquanto uns sons distorcidos rolam ao fundo, algo quase industrial quando surge a guitarra depois do segundo refrão. E a Jolin coloca o vocal dela de uma maneira contínua, como se estivesse recitando um mantra, falando sobre mulheres serem o começo de tudo e questionando valores de perfeição. É meio bizarro de ouvir num primeiro momento, mas, acreditem, funciona demais.

E quando isso é levado para vídeo, Jolin se manifesta politicamente, apresentando um bailarino com figurino andrógino numa audição de dança. É tudo cheio de significados quando colocamos a letra de frente à performance dele, aplaudida por ela ao final. Já falei isso outras vezes: ela é expert em produzir músicas que nos fazem pensar ao mesmo tempo que rebolamos a raba.

O apoio às causas LGBTQ+ por parte da Jolin já não era novidade nesse momento. Em 2012, ela já jogava as convenções de gênero pela janela na divertidíssima Dr. Jolin, cuidando de um cara grávido de Pepsi. Nessa mesma era de 2014, rolou a já citada We’re All Different, Yet the Same, onde o vídeo, literalmente, é sobre um casamento entre duas noivas. E em clipes como MedusaPlay, ela tem o auxílio de drag queens e bailarinos de vogue, o que gerou um dos meus momentos prediletos em premiações asiáticas em todos os tempos:

Ela levando dançarinos de três metros de altura, com saltos finos e figurinos femininos para performar no palco do MAMA, em 2015, chocando todo um público de capopeiros. Um clássico.

Enfim, ouçam “Gentlewoman” e o “Play” inteirinho. É uma ordem. Flw vlw.

3 comentários em “Time Machine: em “Gentlewomen”, Jolin Tsai serviu representatividade e esquisitice sonora (2014)

  1. “Ela levando dançarinos de três metros de altura, com saltos finos e figurinos femininos para performar no palco do MAMA, em 2015, chocando todo um público de capopeiros. Um clássico.”

    Pior que nesse caso não é exagero dizer que ela chocou o público; as cenas das pessoas assistindo à apresentação dela mostram que o povo lá ficou realmente escandalizado.

    Mas sim, a Jolin é uma grande apoiadora das causas LGBTQ+. E nem dá pra dizer que é pelo pink money, porque ela dá mesmo a cara a tapa e usa sua visibilidade pra dar espaço para essas pessoas se manifestarem (e não para se apropriar da causa delas, como outras figuras fazem).

    Curtido por 1 pessoa

    1. Eu vivo pela reação da menina colocando a mão na boca aos 41 segundos. É um dos takes mais involuntariamente hilários dos últimos anos. Uma pena eu não ter achado nenhum gif para ilustrar o texto.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s