PLAYLIST | Asian Pop 2020: Update de julho

E vamos de atualização da playlist aqui do blog. Dessa vez, um tiquinho mais curta: só 20 adições. Entretanto, todas valem muito a pena, com ao menos umas três certamente rankeando bem alto no eventual top 100 de melhores do ano. Vamos lá…

01. DAOKO – ANIMA: Forte candidata ao posto de SOTY. A Daoko viajou legal nessa aqui, enfiando uma porção de elementos juntos que, no papel, podem parecer absurdos de misturar, mas resultou num de seus bops mais fritados em todos os tempos. Tem até fado português nesse bagulho, bicho. Ouçam, mas já deixem preparado um paninho para limpar do chão seus cérebros, que derreterão e escorrerão pelo nariz.

02. IRENE E SEULGI – NAUGHTY: Pra mim, a melhor dessa unit sapatonica entre Jezebel e Succubus. Quando chega o refrão, é como se fossemos transportados prum ball em Nova Iorque, com um monte de casas se destruindo na pista de dança com seus vogues. Pontos extras pra SM por bolar um MV focando justamente nisso.

03. J BLACK AND J PINK – MOVE, GROOVE, SMOOTH: Versão “Serve Pepsi?” no jam elegantão acima, com uma poc aí fazendo mais ou menos o mesmo, só que de maneira mais farofenta e bem humorada. Funciona também.

04. GFRIEND – APPLE: Tinha cagado de leve pra essa durante o lançamento, mas os dias passaram e, vejam só, já estou achando “Apple” o melhor single da G-amigas desde “Navillera”, em 2016. Bem Stellar o pacote todo. Vamos ver qual vence a batalha pela vaguinha no top 25 de fim de ano, essa ou “Labyrinth”. A disputa é boa.

05. SSAK3 – BEACH AGAIN: Lee Hyori sendo aegyo, Rain e o outro lá sendo oppas toscos, tudo por cima de um batidão idol energético que há muito não se via dentro do K-Pop. Nada do verão foi melhor que “Beach Again”, ao menos até agora (ainda tenho esperanças de um retorno da Hyolyn, não me julguem tanto).

06. CRUSH – OHIO: Ainda outro daqueles números de cafeteria a usarem nossa Bossa Nova como inspiração (vou ter que atualizar aquele post alguma hora). Tão boa quanto as várias outras nessa linha que saíram do início do ano pra cá. Com o plus de o Crush servir uma dancinha ridícula ao longo do MV, o que deixa a experiência ainda mais divertida. Pra mim, nota 10 em 10 dentro desse nicho.

07. DAOKO – SORRY SORRY: Das album tracks do LP da Daoko, a minha predileta. Ela consegue imprimir uma interpretação mais melancólica que casa perfeitamente com a proposta citypopish do instrumental. É para ouvir e se sentir num dia de chuva ácida dentro de uma NeoTokyo futurista cyberpunk.

08. EXO-SC, MOON – 1 BILLION VIEWS: Outra que eu estava meio “hmmm, será???” no lançamento, mas que acabou me cativando algumas ouvidas depois. Os dois manos do EXO estão mandando muito bem nesse arranjo mais soft, com a cereja do bolo surgindo com a Moon e seu vocal gospel surgindo na parte final.

09. HOODY, BRONZE – SUBMARINE: Essa onda mais retrô-funky-lofi-japaneseish está com tudo, não? Mesmo a Hoody, que quase nunca chama minha atenção em seus lançamentos anuais lá na gravadora do Jay Park, fez bonito aqui como se fosse Mariya Takeuchi. Faltou um MV bacanão, tipo do a Yukika a seguir.

10. YUKIKA – SOUL LADY: Até hoje fico meio puto com a Yubin por ela não ter dado continuidade naquilo de lançamentos retrôs emulando divas do J-Pop nos anos 80. Imagina só, hoje, ela com um álbum todinho nessa pegada? Bom, os fãs da Yukika (existem?) podem se gabar disso, com “Soul Lady” sendo o lead single perfeito para esse primeiro disco. Palmas para o ícone.

11. CHANMINA – ANGEL: Pancadinha latin pop da Chanmina, que segue com aquilo de “sou uma gatinha magoada”, agora num single mais uptempo. Gosto bastante.

12. HYOYEON, LOOPY E SOYEON – DESSERT: Essa aqui a gente finge.

13. TÃOVOCÊ – GOTTA GO: Eu não deitei tanto para esse comeback da Soyou (WTF que ela ainda não meteu o pé da Starship) quanto vocês parecem ter deitado, mas curti “Gotta Go” num geral. Fica legal sanduichada numa playlist assim entre outras duas mais fortes.

14. IRENE E SEULGI – MONSTER: Ana Carolina e Maria Gadu tesourando gostoso num MV era o que todos os ReVeluvs precisavam nesse momento, assim parariam de encher o saco no Twitter com aquela história de “a SM não promove as cinco úlceras de Lúcifer” que já deu o que tinha que dar (foram TRÊS álbuns coreanos ano passado, galera, se acalmem). A música é legalzinha também.

15. JESSI – NUNU NANA: Adoro como o timbre e o flow da Jessi conseguem vender bem mesmo instrumentais já ligeiramente batidos. Foi assim com o dancehall anos atrás em “Down” e agora com o urban-barulhento-com-refrão-repetindo-o-título.

16. SOMI – WHAT YOU WAITING FOR: Eita, um refrão cantado? E produzido pelo Teddy? Milagre! Brincadeiras à parte, bem gostosinha essa faixa da Somi. Uma pena ter demorado tanto.

17. SF9 – SUMMER BREEZE: É a “Come And See Me”, do AOA, mas cantada pelo SF9. E, por incrível que pareça, conseguiu ficar ainda melhor. Aguardo agora a versão do Cherry Bullet, único act feminino que sobrou na FNC após o fiasco de controle de danos que foi deixar a história da Jimin com a Mina vazar.

18. MAN WITH A MISSION – CHANGE THE WORLD: J-Rockzão encapetado que vocês provavelmente vão pular. Uma pena, pois o refrão é puro amor de trilha de animes de ação para meninos.

19. BISH – LETTERS: Já essa maravilha aqui puxa mais para o lado de trilhas de animes de ação para meninas. Tudo bem fofo, aconchegante, mas igualmente energético. Uma dos melhores exemplares japanese idol desse ano.

20. WEEEKLY – TAG ME: Hehehehe, que fofinho. #TeamAegyo

Foi isso pelo mês passado. Que agosto seja ainda melhor. ^^

6 comentários em “PLAYLIST | Asian Pop 2020: Update de julho

  1. Rachei com a tãovocê, eu fiquei aqui quebrando a cabeça, e do nada se encaixou a resposta, o mês teve uns releases bem legais. Com os oppas do sf9 crescendo cada vez mais cmg. Agosto o que vc me trará?

    Curtido por 1 pessoa

    1. Também fiquei surpresa com a faixa do SF9, o suficiente para ter até ido atrás de outras coisas do catálogo deles, de tão boa que achei. Por incrível que pareça, capricham nos álbuns deles, porque até as B-sides não são meia-boca, como costumam ser.

      Curtido por 2 pessoas

  2. Anima é a melhor title track da Daoko desde Step Up Love, para mim. SOTY sim!!!!!!!!!!!!

    Achei Naughty muito básica de início, para mim era uma faixa que não funcionaria sem a coreografia espetacular, mas minha surpresa foi ter crescido em mim ao longo dos dias. Agora entendo por que a SM a escolheu para promover também, mas ainda acho parecida demais com Lower.

    Ainda indignada que city pop não é um gênero tão explorado no kpop, considerando (o quanto gosto dele e) o quão versátil ele é. A Yukika ganha pontos comigo só por escolher um caminho mais original do que tropical house e EDM lixoso (mesmo que Seoul Lady seja ótima independente da minha birra).

    Hyoyeon me faz ter saudades de quando o SNSD lançava bops de verão (ou lançava, né), tipo Party. A música é um lixo super básico, mas me diz se não é um bop perfeito para ouvir na piscina, naquele calor de quarenta graus, e ficar com “lemon soju, nan tequila, neon mojito” na cabeça?

    Jessi e GFriend são dois atos que eu tenho preguiça incontestável. Não consigo ter ânimo de ouvir nada delas e não entendo o hype.

    Curtido por 1 pessoa

  3. TU TÁ DE SACANAGEM POHA TA FALANDO MAL DOS MEUS FAVORITOS!!!! QUE CABARÉ DO CÃO É ESSE???!!!! E A IRENE E A SEULGI NÃO SÃO ESSAS COISAS FEIAS QUE VC FALOU NÃO!!!!

    AFF NINGUÉM PODE LANÇAR MÚSICA QUE OS CARAS JÁ METEM O PAU!!! TIRAÇÃO TOTAL ISSO AÍ! NAMORAL MEU! SACANAGEM DA P*#$&

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s