Treasure, novo eventual boygroup horrível da YG, debuta com “Boy”

É o que dizem: nada é tão ruim que não possa piorar. O mundo sofrendo com a COVID-19, o presidente aqui do Brasil tentando dar um golpe militar, a Disney jogando “Mulan” para streaming em vez de esperar os cinemas reabrirem, só desgraça atrás de desgraça. Aí, a YG vai e resolve debutar mais outro boygroup com grandes chances de ser uma bomba terrível num futuro próximo. 2020 é mesmo um ano horrível.

Ouçam Boy, do Treasure

Piadas à parte, isso aqui está… está… está. Tá lá, né. Quer dizer, poderia ser um lixo inacreditável, se tratando do histórico de trecos recentes produzidos na gravadora. Entretanto, “Boy” fica num patamar How You Like That de “músicas medianas demais para chamar atenção, seja positiva ou negativamente”. Não salva vidas, não ofende e, consequentemente, não fica na cabeça depois que termina de tocar. Pra mim, é a pior coisa possível se tratando de um act de Big3.

A impressão que dá é que isso poderia ter sido lançado por qualquer outro time de oppas com metade do orçamento, ou um terço, e não faria a menor diferença. Não há aquele gimick que os destaque de qualquer ONF, ou Golden Child, ou The Boyz, ou Verivery, ou Oneus, ou TOO da vida (ou seja, a YG poderia ter soltado eles mais cedo para participar do Road To Kingdom e gerar um buzz).

O que resta mesmo é esperar. Se a maneira de promovê-los for igual a do iKON, eles eventualmente trabalharão uma porção de músicas no período de um ano, o que desovará uma porção de bombas inacreditáveis que a fanbase vai tentar fazer acontecer como “arte” até dizer chega, mas talvez renda boas coisinhas que não se levam muito a sério ao fim, como What’s Wrong?DUMB&DUMBER, minhas favoritas deles. Aí voltarão a encher o saco com Love Scenarios da vida e tudo descerá pelo esgoto. Ou não. Pode ser que adotem uma tática BLACKPINK de promoção, com essa era de debut se estendendo por quatro anos. Vai saber.

A propósito, pra quem está intrigado com o line-up dessa vez ser tão grande, ocorre que, originalmente, era para que a YG debutasse DOIS boygroups vindos de um programa aí, com metade dos integrantes fazendo parte de um outro, chamado MAGNUM (aquilo de rivalidade Winner X iKON all over again). Mas aí desistiram no meio do caminho e socaram todos juntos num só. Fica aí a curiosidade para a fanbase que ainda espera um melhor aproveitamento de idols femininas na gravadora.

Outras curiosidades para encher post: um dos vários integrantes japoneses se chama Haruto, mas não é o filho da Namie Amuro; dois dos moleques vieram daquele MIX9-vergonha-alheia, com um tendo vencido a competição na #5 colocação (ACHO que era da própria YG), e outro vindo daquele hilário grupo de acrobatas lutadores de artes marciais dançarinos K-Tigers; inclusive, tem um OUTRO menino ex-K-Tigers, mas a página dele no Generasia não diz se ele participou do MIX9, então vou presumir que não; a maioria dos integrantes são pirralhos (tem um de TREZE ANOS), então se poupem, fanfiqueiras; e um deles participou da temporada de 2012 do K-Pop Stars, a mesma do AKMU, com a BoA, o JYP e o YG de jurados, com 8 anos de idade. Venham rir junto comigo:

Sigam o Miojo Pop em sua nova conta de Twitter: @MiojoPop

11 comentários em “Treasure, novo eventual boygroup horrível da YG, debuta com “Boy”

      1. Tinha visto numa wiki aqui que um deles estava com a idade coreana como 14, o que seria o equivalente a 13 no resto do mundo. Mas pode ser que esteja errada mesmo, é bem incomum debutarem gente em grupo tão novo assim (vide pirralha do sapo à época do loona).

        Curtir

        1. O Pink Fantasy (grupo da moça com a máscara de coelho) tinha uma integrante de 13 anos nos dois primeiros singles. Inclusive parece que elas eram o grupo com a maior diferença de idade entre a integrante mais nova e a mais velha (que tinha 28, praticamente uma anciã pros padrões do k-pop).

          Infelizmente tanto a pirralha como a anciã já saíram do grupo… a pirralha vai re-debutar em outro grupo, enquanto a anciã resolveu se dedicar exclusivamente à carreira de modelo depois de um problema de saúde impossibilitar ela de dançar.

          Curtido por 1 pessoa

  1. Sou fã então não posso falar nada pq eu juro que gostei dela – tô sofrendo da síndrome de estocolmo só pode ser – só achei ofensivo meu bias que ficou meio apagada no mv 🤓🤓🤓🤓🤓 vou mandar um caminhão para yge

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s