YooA (Oh My Girl) serve sua própria fantasia Disney na lindíssima “Bon Voyage”

YooA - Bon Voyage

De uma porção de movimentos que a WM Entertainment poderia realizar com o Oh My Girl nesse momento, aproveitando o recente estouro do grupo na Coreia do Sul após um run muito bem sucedido no Queendom, não imaginei que debutar solo uma das integrantes seria esse primeiro follow up. E também não imaginei que, para essa empreitada, eles se desafiariam tanto e, de fato, bolassem algo um tiquinho fora da curva dentro do cenário atual.

Vocês com certeza já viram e ouviram isso exaustivamente ao longo da semana, mas confiram abaixo o MV de Bon Voyage, da YooA

Isso aqui está tão bom e, principalmente, tão caprichado. Essa ideia mais fantasiosa não foge do que o Oh My Girl já entregou em releases passados, mas isso ser feito utilizando uma sonoridade mais incomum ao catálogo delas e com uma estética visual menos infantilizada faz da experiência algo bem mais interessante do que o esperável. De certa forma, fui remetido ao debut da Taeyeon nessa pegada de “sou uma jovem adulta indie que fui parar num ambiente natural afastado cantando algo vibrante”. É diferente do lugar comum de garotas de girlgroups saindo solo hoje em dia, se destacando justamente por isso. Por mim, que ótimo.

Musicalmente, “Bon Voyage” estaria em casa como tema pop (o que iria para promoção nas rádios, no caso) para algum filme atual da Disney. Ela me desperta a mesma sensação de grandiosidade ligeiramente cafona, mas confortavelmente satisfatória de Spirit, da Beyoncé pro live-action de “Rei Leão” que eu não assisti, ou Let It Go, da Demi Lovato para o neo-clássico “Frozen”, ou How Far I’ll Go, da Alessia Cara para a chatice “Moana”. Os tambores tribais do refrão são a chave étnico-mística necessária para canções desse tipo, mas o resto do instrumental tropical house nos traz pro chão da atualidade. Com a letra bonitinha e o vocal fofinho da YooA, a combinação é certeira.

E o MV é um desbunde visual. Todo o enredo dela sofrer um acidente, aí um lobo gigante surgir na estrada e ela ser levada para viver fantasias evocativas de “Princesa Mononoke” (uma obra prima, assistam na Netflix) funciona demais com o que é passado sonoramente. Aliais, uma pergunta, pois eu estava meio afastado da internet e redes sociais essa semana: rolou alguma acusação maluca de apropriação cultural dessa vez? Porque seria de cair da cadeira assistir um bando de adolescentes ocidentais fingindo estar furiosos no Twitter para angariar uns likes querendo “incriminar” uma asiática por usar referências folclóricas… asiáticas em sua arte.

Enfim, “Bon Voyage” é talvez o debut mais interessante do K-Pop nesse ano até então. E o mini também está muito legal. Dentre as album tracks, a que mais tenho escutado nos últimos dias é essa “Abracadabra” acima, fazendo aquilo de pop com house noventista que eu tanto gosto. Que bom que também foi a predileta da gravadora, assim ela pode performar nos Raul Gils da vida, com coreografia e tudo o que é direito para uma b-side.

Sigam o Miojo Pop em sua nova conta de Twitter: @MiojoPop. E sigam também este que vos escreve: @igorlunei

7 comentários em “YooA (Oh My Girl) serve sua própria fantasia Disney na lindíssima “Bon Voyage”

  1. No Twitter não teve caos algum sobre apropriação, até eu mesmo levantei essa ideia um pouco para ver se rolava debate, falaram da Princesa Mononoke (Vi o filme, mas não linkei uma coisa com a outra) e o Aquário Hipster falou um pouco das referências asiáticas. Agora não sei se não rolou nenhum caos pq a fanbase decidiu ficar quieta, ou se pq não chegou na grande massa (Ou chegou e não quiseram causar por saber das inspirações)

    Curtir

  2. Eu vi um monte de debate sobre apropriação sim no twitter mas logo foi explicado que era a princesa mononoke e pararam as discussões. Mas nada da própria WM e sim dos fãs se dando o trabalho de explicar

    Chamar Moana de chatice foi a primeira vez q uma opinião diferente na minha nesse blog me deixou puto AHUAHAU

    Curtido por 1 pessoa

  3. Isso aí tá muito bom, fazia tempo que não ficava empolgada com uma solista, espero que a música faça o curso sleeper hit. Eu sorri tanto quando começou Far, foi uma sequência perfeita pra title. 2020 cheio de surpresas até.

    E Moana é muito chato mesmo.

    Curtir

  4. YooA já começou debutando muito bem. E, de certa forma, até faz sentido que seja ela a primeira (será que é a última?) a debutar solo, já que ela tem uma certa preferência em relação às outras integrantes. Dito isso, Abracadabra é boa, mas Diver é ainda melhor. E o disco segue firme e forte! ❤

    Curtir

  5. O debut dela foi interessante porque saiu mais da cartilha de debut solos_ ou algo minimalista instagramer tik tok, ou balada chata_
    É só eu, ou estou achando ela parecida com a finada Sulli?

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s