Weki Meki quer jantar o seu COOL (e você provavelmente deixará elas repetirem)

Desculpa. É que eu leio muito o Pop Asiático.jpg.

Dentre os vários grupos de pouco sucesso formados por ex-participantes da primeira temporada do Produce 101, o Weki Meki é o meu predileto. Já há um bom tempo elas vêm com uma porção de faixas bem divertidas que não tentam seguir modas vigentes e, justamente por isso, acertam ao soarem positivamente genéricas aos ouvidos. Ano passado, por exemplo, elas garantiram um top 10 aqui no blog com a maluquinha e irresistível Picky Picky, repetindo ainda essa fórmula sonora meses atrás na também bem divertida Oopsy, que apenas cresce nas minhas playlists diárias.

Em Cool, elas resolveram deixar o seu “lado red” de lado e apostar num pancadão-bate-cabelo que me serve para todas as horas do dia. A faixa é excelente, grudenta, impactante, atrevida e desperta vontades automáticas nos quadris para ir rebolando de ladinho bem devagar. Adoro o começo “spoken” nela, dando a impressão de isso será um número datadíssimo de drag queen divertidamente vergonha alheia. E adoro que isso já é deixado de lado logo em seguida, com elas cantando os versos seguintes de maneira bem debochada, mas bastante, ahn, suingada! O refrão com os “COOOOL” servindo de gancho pra elas enfiarem uns trecos no imperativo, virando numa segunda parte ainda mais agitada e rebolativa, é muito bom.

E o MV também é lindíssimo. Esteticamente deslumbrante, ainda que “simples”. Gosto de tudinho nele: dos takes com elas se jogando no batidão em figurinos brancos com o fundo preto, das partes pegando elas deitadas por cima enquanto uma canta, da mesa de jantar como se estivessem na santa ceia de Da Vinci, delas fazendo carão no começo com sombras projetadas atrás, dos momentos “ballroom” com elas fazendo vogue old style em púlpitos, desfilando e etc. Boiola para um caralho.

Não sei vocês, mas fiquei com a impressão de que os produtores (tem gente da Cube envolvida nesse comeback) viram o resultado que a Soyeon atingiu ano passado com “No”, do CLC, e pensaram em fazer mais ou menos a mesma coisa, mas ainda melhor. E, ó, conseguiram, viu. “Cool”, pra mim, é “No” com ainda mais gás, intensidade e tanto bom gosto quanto na hora de buscar referências. “No” foi uma grande música de 2019 e “Cool” será uma grande música de 2020.

5 comentários em “Weki Meki quer jantar o seu COOL (e você provavelmente deixará elas repetirem)

  1. Triste que Weki Meki não tem tanta atenção, quer dizer não sei pelo menos na minha bolha protegida por diamante contra fãs histéricos nunca chega muita coisa sobre o grupo, o que é uma pena pq é bem daora

    Curtido por 1 pessoa

  2. ~ “Cool”, pra mim, é “No” com ainda mais gás, intensidade e tanto bom gosto quanto na hora de buscar referências. ~

    Foi de No que eu lembrei quando ouvi Cu pela primeira vez (amei o título desse post, Dougie fazendo escola na blogosfera fundo-de-quintal)

    Curtir

  3. Um batidão bom desse ninguém do mundinho capopeiro divulgando. Mas quando é single aguado e debut sem sal a galera divulga que é uma beleza, vai entender_ me lembro que tava surtando com dois grupinhos aí, e quando fui ver, oh coisa insossa e a galera jurando em cima disso_
    Acho que só faltou uma coreo mais poderosa e mais bate cabelo.

    Curtido por 1 pessoa

    1. O pior é que a gente sabe que se essa maravilha fosse de um blackpink da vida (pela fama) o pessoal já estaria aclamando como o hit do ano e pedindo biz… o mundo é dos injustiçados (a gente só n descobriu como assumir o poder)

      Curtido por 2 pessoas

Deixe uma resposta para Lobby Queer Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s