“Red Moon”, do KARD, foi minha música mais ouvida do ano no Spotify… o que não quer dizer muita coisa :V

Dias atrás, aproveitando o hype do Spotify Wrapped, o colega de fundo de quintal Aquário Hipster soltou um post em formato de tag listando quais foram as músicas mais ouvidas por ele em 2020. Eu até daria minha contribuição, mas a real é que uso tão pouco a plataforma verde que os números compilados lá não fazem tanto sentido no que eu escutei de verdade nos últimos meses (ano que vem eu talvez eu assine o premium novamente, aí passo a adotar como player principal).

Por exemplo, segundo as estatísticas, a música que mais escutei por lá em 2020 foi… Red Moon, do KARD!! Ahein?!

Ok, ok, eu sou péssimo para guardar esse tipo de informação, mas tenho certeza absoluta que não foi isso aqui o que mais ouvi em 2020, hahahahaha!

O que não impede de gastar um post inteiro rasgando seda pro KARD. Na real, “Red Moon” é um dos troços mais legais do quarteto em todos os tempos, servindo bem essa onda bad boys and bad girls pós-Dumb Litty que o grupo parece ter se apegado de uns anos pra cá, quando resolveram deixar de lado aquele concept Sistar “somos grandes amigos que passam o verão juntos e se pegam às vezes oh na na na”.

Hino! ❤

“Red Moon” é uma besteirinha try-hard bem divertida de ouvir, que não envelheceu nada nesse quase um ano de existência. As partes individuais são todas muito legais (não tem jeito, a mistura de vozes dos integrantes nas linhas sempre cola), a mistura de agressividade com sensualidade é bem dosada, o refrão com os sintetizadores mega graves do drop atrás é rebolativo ao extremo e todo o pacote é bem propenso a repetições e, consequentemente, o vício do ouvinte – não é a toa que escutei tanto na época do lançamento, o que fez com que ela figurasse em #1 no meu ranking lá na plataforma.

Acho que sou minoria nisso, mas sigo achando o KARD uma ideia muito boa e até que bem trabalhada dentro das limitações orçamentais da DSP. Há singles que eu não gosto, claro, mas eles são bastante consistentes dentro das propostas que apostam num geral. Uma pena isso de grupos co-ed não ter virado trend lá na Coreia do Sul. Seria ainda outra opção de entretenimento dentro do K-Pop em seus vários desdobramentos.

HUAHUAHUAHUA, os uniformes de colégio católico numa música safada assim, never forget…

3 comentários em ““Red Moon”, do KARD, foi minha música mais ouvida do ano no Spotify… o que não quer dizer muita coisa :V

  1. Eu ainda gosto muito do “Kard atual”, mas o “Kard Califórniano” era top 3 no meu gosto.
    Mudando de conceito, eles saíram do meu top 10 (devem estar no top 15)
    Queria que eles fizessem um “remember” num próximo trabalho.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s