Raspa no tacho (24/01): Epik High com CL e Zico, Cherry Bullet, uns oppas aí e mais

Toda semana, uma porção de trecos saem e, por algum motivo, como falta de relevância para encher um post inteiro, ou falta de tempo deste que vos escreve, acabam não dando às caras aqui quando deveriam. Juntem isso tudo num lugar só e, plim, temos a raspa no tacho.

[ Epik High, CL e Zico – Rosario ]

Pra quem não está familiarizado, o Epik High é um trio de tiozões do rap, composto por dois MCs e um DJ, que fez bastante sucesso na década de 2000 na Woollim Entertainment (se um dia eu voltar com as playlists daquela década, eles aparecerão com algumas faixas). Tempos depois, eles assinaram com a YG Entertainment (de onde eles são mais conhecidos entre os capopeiros da minha época), aí foi aquilo de acts que assinam com a YG: ganharam muitas promoções em um período curto de tempo, depois voltaram só em intervalos mais longos (agora já saíram de lá, amém pra eles).

Essa semana, eles soltaram a primeira parte de seu DÉCIMO álbum de estúdio, chamando a CL e o Zico pra title “lado A”, “Rosario”. É boa, os raps deles e do Zico, junto com o refrão cantado pela vesga e o instrumental minimalista colam bem. A title “lado B”, com a Heize, é meio chatinha, então ignorei que existe.

[ Cherry Bullet – Love So Sweet ]

O Cherry Bullet terá créditos comigo durante muito tempo pelo icônico refrão de Aloha Oe, então eu meio que aceito calmamente essa mistura de Billie Eilish com pop oitentista que elas fizeram aqui. Não é a grande música que colocará elas no radar do público geral como foi com “Miniskirt” anos atrás, mas é divertidinha de ouvir e não ofende.

[ BerryGood – Time For Me ]

Não tinham mais garotas nesse grupo aqui não? Ahein. Funkzinho adocicado divertidinho. Não ofende, mas também não dá vontade de repetir.

[ ONEUS – No Diggity ]

Devia se chamar “No Dignity”.

[ CRAVITY – My Turn ]

Começa parecendo um daqueles números Timbaland que eu adoro. Aí chega o refrão.

[ AB6IX – Stay Young ]

É que tem que ser jovem pra ser suficientemente sem critério pra gostar desse troço morno.

[ Band-Maid – Warning! ]

Momento treco japa que ninguém vai dar clique, mas eu me sinto obrigado a panfletar: tem esse grupo de J-Metal em que as integrantes se vestem de empregadas enquanto tocam que é ótimo. Elas soltaram uns singles novos recentemente e esse aqui foi o que mais curti. Ouçam aí e se sintam dragados pro mundinho weirdo otaco do rock fofinho vexatório que tanto amo.

[ Daoko – Boku e Okay! ]

Essas duas da Daoko na verdade não são novidades. São clipes que ela soltou para um EP lançado em 2017, o “Charming Point”. Só não sei se eles são inéditos ou se só foram liberados para o YouTube agora. São músicas bem legaizinhas dela, então escutem aí com o acompanhamento visual.

Mania ocidental da semana: Sabrina Carpenter – Skin

Lembram daquela treta entre acts da Disney semana passada, com a mina com voz de dor de barriga lançando aquela “Drive’s License” e pegando o topo do Hot 100 da Billboard (ooh, estunidenses)? Pois parece que a tal mina com quem o ex botou chifre nela lançou uma diss track, cuja letra hilária traz momentos bem poéticos, onde ela reclama por sofrer preconceito por ser loira e diz que a Olivia Rodrigo deveria ter empatia enquanto o namorado estava, literalmente, DENTRO dela. Achei ICÔNICO!

A música é bem meia boca num geral e a Sabrina também canta como se estivesse sofrendo do início ao fim, embora a voz dela não seja chorosa assim em outros releases (gostei muito dessa faixa aqui). Levando em conta que o rapaz feio pra caralho lá que elas estão brigando sobre também tá com uma música que parece ser indireta (ouçam aqui, é a melhor da trinca, o que não quer dizer muita coisa não), tudo tá me parecendo um grande arranjado de bastidores para todos saírem ganhando no fim. Culpa de vocês que ficam hitando esse povo.

Boa semana!

5 comentários em “Raspa no tacho (24/01): Epik High com CL e Zico, Cherry Bullet, uns oppas aí e mais

  1. No caso da sabrina ,as duas brigando pelo mlk la ,poderia ter virado sapatonas ,e as duas se pegaram por que brigar por qualquer ser humano hoje em dia é decadência (menos se a pessoa for boa,mas duvido que ele seja )

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s