Time Machine: “Joker”, do Dalshabet, foi banida por falar de um grande… vilão do Batman! (2015)

HUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUA

Não sei vocês, mas foi aqui que eu realmente comecei a prestar atenção no Dal Shabet. Nessa altura do campeonato, elas já haviam lançado coisas ótimas como Bling Bling e B.B.B (minha predileta do grupo), além de passado por uma porção de escândalos forçadíssimos pela mídia e pela fanbase (sobretudo, do SNSD), incluindo a demissão da Vicky, uma das integrantes, por participar de um filme com cenas mais sensuais sem saber no que estava se metendo (aí começaram a chamar ela de atriz pornô, puta que pariu, hein, Coreia do Sul).

Mas foi com Joker que eu e acredito que uma boa parcela dos capopeiros internacionais voltamos nossa atenção para o sexteto. Depois disso, fui atrás dos lançamentos antigos, aí elas soltaram Someone Like U no ano seguinte e, yay, Dalshabet rainhas. A faixa reprisava o estilo de midtempos sensuais Brave Brothersish que fez a carreira do AOA acontecer no ano anterior. Tudo nela é bem gostosinho de ouvir, adoro a mistura com tango e o jeito mais teatral que a Subin (integrante que produziu o EP inteiro, já chego nisso) deu pro pacote todo.

Contudo, quem estava lá em 2015 sabe que não foi exatamente pela qualidade da música que “Joker” chamou atenção. E, nossa, essa é uma das minhas histórias favoritas do asian pop da última década!!!1!

Em suma, a KBS, conglomerado midiático governamental da Coreia do Sul, baniu a faixa e o MV de “Joker” das transmissões de suas emissoras por ela conter conteúdo… pornográfico. “Pornográfico”. Mas por que uma música falando do Coringa teria alguma interpretação pornográfica?

É que, em coreano, a palavra “Joker” é escrita como “조커”, cuja pronuncia é algo parecido com “Joh–Ku­h”. Porém, tem também uma outra palavra: “좆”, que é dita “Jot” – muito parecida com a “조”, “Joh”. O que acontece é que, em coreano, “Jot” significa… pinto! Por fim, a palavra “커” – pronunciada como “kuh” – significa… GRANDE!!!!

Juntando isso tudo, mais a ênfase dada pelas garotas na canção, mais o vídeo contendo uma coreografia sapeca, temos um lançamento censurado por pedir por um pênis gigante que lhes tire o ar durante a noite inteira pelo vilão macabro do Batman. Afinal, é errado seguir vilões, não é?

Enfim, piadas à parte, embora tenha rolado essa controvérsia aí, não é como se o Dalshabet realmente tivesse se dado mal at all nesse lançamento. A música manteve os padrões do grupo nos charts (pegou um top 20 digital na Gaon, coisa que elas já haviam feito com outros sete singles até ali), o mini-álbum “Joker Is Alive” (que eu traduziria aqui pro Brasil como “O Pau Tá On”, rs) pegou um #8 na parada de álbuns e, como eu disse, elas acabaram atraindo uma atenção internacional bem bacana.

E eu meio que fiz o meu primeiro sucessinho como blogueirinho de asian pop nessa por causa delas também. Um post que escrevi explicando esse caso aí prum site (que hoje quero que pegue fogo porque odeio a maioria dos otacos bolsominions filhos da puta que sobraram lá) deu uma viralizada na fanbase. Lembro que pegou um pouco mais que 40 mil views na época do lançamento. Obrigado Dalshabet pelo meu 1st win. :V

O “Joker Is Alive” é um mini muito legal. Hoje nós falamos bastante da Soyeon por ela assinar toda a produção do (G)I-DLE e ser uma idol acima da média nesse sentido, mas seis anos atrás a Subin já fazia isso com o Dalshabet. Todas as músicas no EP são colaborações dela com outros produtores e letristas, sendo que ela é quem chefia o projeto todo.

As faixas são todas bem legais. A que mais ouço é “I’m Not”, que começa com um pianinho fofinho, mas aí vai se transformando aos poucos num pancadão clubber rebolativo sensacional. Inclusive, me parece ter até influência de funk carioca no drop do refrão. Ela aparecerá mais alto que “Joker” no top 100 logo logo.

4 comentários em “Time Machine: “Joker”, do Dalshabet, foi banida por falar de um grande… vilão do Batman! (2015)

  1. Os coreanos tem graves problemas com pinto. Agora a moda é atacar toda mulher que aparecer fazendo o gesto com o indicador e o polegar (vamos ver se sai o emoji: 🤏) mesmo que seja para sinalizar coisas COMPLETAMENTE DIFERENTES de um pênis (já que o símbolo é usado pra representar QUALQUER coisa pequena ou também pra indicar que a gente tá pegando/apertando algo, por exemplo). Se eles se preocupassem menos com essas bobeiras e ouvissem mais Dalshabet seriam mais felizes!

    Curtir

  2. Elas não foram um grupo que acompanhei tanto, mas me lembro de ler sobre as notinhas nos sites daqui sobre o bafafa, só lembro que defendia as meninas na época dizendo que o povo que tava fazendo um caça a bruxas idiotas em cima delas, só por estarem dançando sensuais e os coreanos estavam doidos.
    Mas se bem que parando pra pensar: tem grupos masculinos com letras similares ou mais “pesadas” do que essa e nenhum coreano chiou na época. Então, viva o Joker grande vilão do Batman!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s