As esquecidas no churrasco de 2015 (feat. Blogosfera Fundo de Quintal)

Oie. Se nada der errado, a partir da terça-feira eu começo a postar o top 100 com as melhores faixas do asian pop de 2015. O “problema” é que esse foi um ano bem forte em lançamentos lá do outro lado do mundo. E aí, consequentemente, uma porção de músicas muito bacanas de acts bem grandes ficaram de fora na peneira.

Para selecionar quais faixas devem ou não entrar nesse tipo de ranking throwback, eu tenho usado, do ano passado para cá, o quanto tais canções sobreviveram em minhas playlists diárias. Sejamos francos: de nada adianta sabermos que tal faixa é melhor, mais bem feita, mais importante, famosa e bem sucedida que tal outra faixa se, no dia a dia, nem damos bola para ela de verdade. Nisso aí, sobraram nove capopes icônicos que até bateriam ponto pela qualidade, mas praticamente não escuto hoje em dia (ou, pelo menos, não tanto quanto as 101 100 que entraram no top).

Para aproveitar a ocasião, convidei meus coleguinhas da Blogosfera Fundo de Quintal para dar pitacos sobre tais gems que morreram na praia. Qual música cada um escolheu? Por que eu tive a pachorra de não incluir essas mas dar biscoito para Jay Park e Dean no corte final? Por que ninguém quis falar de “So Crazy”, do T-ara? Essas e outras perguntas talvez sejam respondidas clicando abaixo no continuar lendo…

Continuar lendo “As esquecidas no churrasco de 2015 (feat. Blogosfera Fundo de Quintal)”

No fim, “Mago” se tornou a “All Night” do GFRIEND

Vocês todos sabem da notícia, então não vou me esticar tanto nisso: o GFRIEND disbandou dias atrás, após um pouco mais que seis anos em atividade. Não adianta esse papo de que “elas seguirão como grupo mesmo fora da gravadora” e trecos do tipo. É o fim. E foi bem bom enquanto durou.

Isso porque o grupo conseguiu, num momento muito acirrado do K-Pop, em que vários novos nomes surgiram, se tornar referência dentro da fatia de público aegyo a que elas se propunham. Aquilo de adicionarem orquestrações, cordas e guitarras nos instrumentais mais fofinhos se tornou uma marca e, já em 2015-2016, as colocou num patamar bem alto para um act de empresa pequena.

Mas, de tudo isso, o que está em minha cabeça nesse momento é outra coisa:

Continuar lendo “No fim, “Mago” se tornou a “All Night” do GFRIEND”

As esquecidas no churrasco do listão das melhores de 2020

2020 acabou tem uma semana já, mas antes de tocarmos em frente com as pautas desse blog, achei melhor fazer um compilado com 10 faixas que bem que poderiam ter entrado no top 100, mas acabaram de fora por motivos variados. Sem muita enrolação, vamos lá:

Continuar lendo “As esquecidas no churrasco do listão das melhores de 2020”

TOP 100 | As melhores músicas do asian pop em 2020 [25-11]

Penúltimo dia do ano, penúltima parte desse ranking. O que quer dizer que, hoje, rola aquele clichê de listas de melhores do ano da blogosfera fundo de quintal, onde são várias e várias as gemas intocáveis, lacradoras, fadas de cristal, donas de nossos furicos, destruidoras de nações inteiras e salvadoras do pop, mas que, por pura subjetividade desse belo rapaz que vos escreve, acabaram ficando fora das 10 mais de 2020 de acordo com esse blágh.

Uma porção de fan favorites rodam abaixo. Será que a sua SOTY aparece aqui? É clicar e conferir…

Continuar lendo “TOP 100 | As melhores músicas do asian pop em 2020 [25-11]”

GFRIEND quer que você dê uma mordida na maçã delas na lindíssima “Apple”, melhor faixa do grupo em anos

Uma piada interna aqui do blog, que provavelmente só eu ri, pois devo ter sido o único a perceber isso, é que o GFRIEND, mesmo sendo um grupo de alto escalão e que certamente atrairia uma porção de views pra cá em época de comeback, não ganhou nenhum post solo em 2020, só batendo pontos nas raspas do tacho que monto quando estou sem tempo pra me dedicar.

Bom, aproveitando o gancho de resgatar alguns lançamentos importantes dos últimos tempos antes do topzão, é hora de, finalmente, comentar o que considero a melhor canção do grupo nesse ano: Apple

Continuar lendo “GFRIEND quer que você dê uma mordida na maçã delas na lindíssima “Apple”, melhor faixa do grupo em anos”