No fim, “Mago” se tornou a “All Night” do GFRIEND

Vocês todos sabem da notícia, então não vou me esticar tanto nisso: o GFRIEND disbandou dias atrás, após um pouco mais que seis anos em atividade. Não adianta esse papo de que “elas seguirão como grupo mesmo fora da gravadora” e trecos do tipo. É o fim. E foi bem bom enquanto durou.

Isso porque o grupo conseguiu, num momento muito acirrado do K-Pop, em que vários novos nomes surgiram, se tornar referência dentro da fatia de público aegyo a que elas se propunham. Aquilo de adicionarem orquestrações, cordas e guitarras nos instrumentais mais fofinhos se tornou uma marca e, já em 2015-2016, as colocou num patamar bem alto para um act de empresa pequena.

Mas, de tudo isso, o que está em minha cabeça nesse momento é outra coisa:

Continuar lendo “No fim, “Mago” se tornou a “All Night” do GFRIEND”

Guarnições #04: o karma da borboleta, o beijo francês e a ponte aérea dos japoneses

“Guarnições” é um termo almofadinha da gastronomia para os famigerados e adoráveis acompanhamentos dos pratos: não são o principal do consumo, não é por eles que o dinheiro é colocado, mas caso bem montados, acabam fazendo toda a diferença na degustação final. No mundo do asian pop, isso se reflete nas album tracks e b-sides de lançamentos.

Nessa coluna, a proposta é, sem muito critério além de “eu gostar”, panfletar algumas dessas faixas que não foram trabalhadas como single ou title, mas que seguem valendo a audição conforme os anos foram passando. Essa semana, com faixa japonesa de act coreano, faixa de act coreano em coreano e duas não-tentativas de japoneses nos Estados Unidos…

Continuar lendo “Guarnições #04: o karma da borboleta, o beijo francês e a ponte aérea dos japoneses”

TOP 100 | As melhores músicas do asian pop em 2020 [25-11]

Penúltimo dia do ano, penúltima parte desse ranking. O que quer dizer que, hoje, rola aquele clichê de listas de melhores do ano da blogosfera fundo de quintal, onde são várias e várias as gemas intocáveis, lacradoras, fadas de cristal, donas de nossos furicos, destruidoras de nações inteiras e salvadoras do pop, mas que, por pura subjetividade desse belo rapaz que vos escreve, acabaram ficando fora das 10 mais de 2020 de acordo com esse blágh.

Uma porção de fan favorites rodam abaixo. Será que a sua SOTY aparece aqui? É clicar e conferir…

Continuar lendo “TOP 100 | As melhores músicas do asian pop em 2020 [25-11]”

Em “What Do I Call You”, Taeyeon é outra solista da SM emulando aquele CD chato do Justin Bieber e zzzzzz 2021 quase já, bicho

Taeyeon é um enorme sucesso. Atualmente, é uma das maiores solistas da cena, isso é inegável. Inegável também é que, entre as ex-SNSD, ela foi a única a conseguir emplacar de verdade, provavelmente sendo hoje um nome mais quente ao público atual alvo do K-Pop que as soshis em comparação.

Mas uma coisa que eu adoraria negar é que a SM está sem ideias e viu no alcance moderado do Justin Bieber com Yummy e aquele álbum terrível lá um molde para titles de sei lá quantos artistas da gravadora, porque What Do I Call You é ainda outra ideia requentada nessa e, eca…

Continuar lendo “Em “What Do I Call You”, Taeyeon é outra solista da SM emulando aquele CD chato do Justin Bieber e zzzzzz 2021 quase já, bicho”

PLAYLIST | Asian Pop 2020: Update de outubro

Mais um mês, mais uma playlist. Vamos lá…

Continuar lendo “PLAYLIST | Asian Pop 2020: Update de outubro”