PLAYLIST: julho e agosto de 2022

Esses últimos dois meses foram bem agitados por aqui. Minha faculdade entrou num vórtice maluco onde os professores, talvez por esse ser o primeiro período presencial desde todo o ocorrido com a COVID-19, tacaram uma porrada de avaliações ao mesmo. Em paralelo, me mudei! Saí do município afastado em que eu morava e levava mais de duas horas diariamente para chegar à faculdade para viver numa (não riam) “república para rapazes” que fica pertinho da faculdade.

Divido a casa com dois marombas hilários que aleatoriamente começaram a se comportar como se fossem meus irmãos mais velhos (um deles literalmente me deu esporro anteontem porque eu estava acordado até tarde e tinha aula cedo no outro dia, fiquei abismado), um moleque que morava no mato e é bem baruhento quando está acompanhado (entendam como quiserem), um gringo que quase nunca aparece (um dos marombas acha que ele é um fantasma) e um outro bem mais velho que é chatão, mas todo mundo acha ele chatão então tanto faz.

Tá legal, embora, enquanto eu escrevo esse post, tenha acabado a água e já esteja mais de 30º no Rio de Janeiro. Vai ser um longo e odoroso dia.

Enfim, asian pop, né? Hehe. Por esse tanto de coisa que rolou em off, calhou de eu não ter conseguido atualizar devidamente esse blog ao longo das últimas semanas. E calhou também de, justamente, nesse meio tempo, praticamente todos os acts principais da atualidade terem feito comeback (ou debutado, caso do NewJeans). Devo ter deixado de ganhar milhares de views, risos.

Mas antes tarde do que mais tarde, é hora de atualizar a playlist aqui do blog e, enfim, dar meus pitacos sobre o que de melhor rolou . O que não entrou foi por eu não ter curtido. Blinks e sones, não me xinguem nos comentários. Ah, como já tem bastante tempo, vale ressaltar que a ordem da playlist é mais de acordo com o “mood” das músicas juntas e não da minha preferência – embora a primeira nela, de fato, seja a que mais curti e a que tem chances reais de pegar uma vaga no pódio desse ano…

Continuar lendo “PLAYLIST: julho e agosto de 2022”

TOP 100 | As melhores músicas do asian pop em 2015 [100-86]

2015 foi um ano emblemático para o pop asiático. Tal como 1999 para o cinema, ocorreu nele uma série de fatos que moldaram o que viria a ser o nicho dali em diante, com uma quantidade gigantesca de bons lançamentos sendo entregue num espaço curto de tempo.

No K-Pop, ele marcou o que considero o final da “era de ouro”, abarcando vários grupos clássicos em alguns de seus últimos respiros de investimento ao lado das novidades mais quentes que suas gravadoras preparavam para substituí-los (BIGBANG x iKON, f(x) x Red Velvet, Wonder Girls e miss A x Twice, SNSD x Taeyeon solo e a lista segue). No J-Pop, rolou um tantão de artistas mais velhos com trabalhos também muito fortes competindo de igual para igual com outros mais jovens. E quem saiu vencendo fomos nós, ouvintes.

Posto isso, vamos com mais outro throwback aqui no blog, comigo listando quais foram as minhas 100 faixas prediletas (+ uma menção honrosa) desse ano. E como listas assim sempre trazem novos leitores, é sempre bom destacar:

MARAVILHOSAS REGRAS

O top é meu, baseado única e exclusivamente em minha opinião, minha subjetividade. Então, coisas como charts, vendas, popularidade e relevância pra o meio em nada influenciam isso;

Meu maior critério de escolha, na real, é o quanto as faixas duram em minhas playlists diárias. Quanto mais ouço, mais alto ela aparece. Mesmo que eu considere uma música “melhor” que outra em questões técnicas (exemplo aqui com uma do SHINee), se eu ouvi pouco conforme os anos passaram, tchau;

Vocês têm todo o direito de discordar das minhas opiniões e até sugerir outras melhores para as posições ocupadas, mas saibam que estarão errados, pois meu gosto musical é perfeito. Bjokas.

Façam suas apostas e não me xinguem por a única canção o Girls’ Generation a marcar presença ser “Catch Me If You Can”:

Continuar lendo “TOP 100 | As melhores músicas do asian pop em 2015 [100-86]”

TOP 100 | As melhores músicas do asian pop em 2016 [85-71]

Seguindo com o listão rankeando quais foram os maiores bops de quatro anos atrás, é hora de descobrirmos quais pancadões serão desovados já na segunda parte junto com o Mamamoo. Mantendo a desproporção entre acts japoneses e sul-coreanos de 2016, 11 das 15 abaixo são representantes do J-Pop.

Pensem pelo lado positivo: será bem difícil alguma fave de vocês morrer aqui, já que nem aparecer aparecerá… :V

Continuar lendo “TOP 100 | As melhores músicas do asian pop em 2016 [85-71]”