As músicas mais pau mole de 2020 no K-Pop/J-Pop

Fim de ano em blogzinhos da blogosfera fundo de quintal é época de intermináveis listas compilando os mais sei o que lá de tal período de 12 meses. Vários colegas já começaram seus listões com o que de melhor rolou, eu mesmo pretendo começar o meu logo depois do natal, mas como um “esquenta”, quis trazer antes uma coletânea com o que de pior eu ouvi dentro do asian pop ao longo de 2020. Dessa vez, copiando na cara dura o icônico título que o Dougie deu pra esse mesmo post dele em 2019 (leiam aqui).

Se lista de “melhores trecos” já são bastante subjetivas, as de “piores troços” então são de arrancar cabelos alheios, o que torna tudo ainda mais divertido. Abaixo, entraram as faixas de K-Pop e J-Pop que ouvi e minhas opiniões variaram entre “huh, esse act lançando isso aqui?” ou “nossa, que vontade de arrancar meus tímpanos.” O que quer dizer que algumas delas nem são ruins ruins, só, ahn, fracas por x motivos ao serem executadas por y artistas, sendo um pecado por existirem da forma que existiram. As outras são só um cocô sonoro mesmo. Aah, e atenção pro “que ouvi” em vermelho ali atrás, pois não faz o menor sentido querer falar mal de bagulhos feitos por gente que sequer me importo com a existência (basicamente, 80% da corja de boygroups da atualidade).

Pormenores introdutórios introduzidos, vamos falar mal do BTS pra já atrair a atenção da garotada e bombar de views

Continuar lendo “As músicas mais pau mole de 2020 no K-Pop/J-Pop”

Raspa no tacho (02/11): Twice, CL, AleXa, Refund Sisters, K/DA e mais um monte de bagulhos coreanos

O mesmo de ontem, mas com trecos de K-Pop. Vamos lá…

Continuar lendo “Raspa no tacho (02/11): Twice, CL, AleXa, Refund Sisters, K/DA e mais um monte de bagulhos coreanos”

PLAYLIST | Asian Pop 2020: Update de setembro

Mês ótimo para o K-Pop, não? Ao menos uns seis ou sete bops implacáveis que, certamente, disputarão uma vaga nas partes finais do eventual top 100 aqui do blog em dezembro. E o J-Pop? Fuen, mas 2020 tá fuen pro J-Pop de novo, então tanto faz.

Vamos ao listão e aos comentários…

Continuar lendo “PLAYLIST | Asian Pop 2020: Update de setembro”

“Wanna Be Myself”, do Mamamoo, e outros CFs icônicos do K-Pop

Mamamoo saiu da toca recentemente com Wanna Be Myself. Esse é o primeiro retorno do grupo completo em um MV após atingirem um novo patamar de popularidade ano passado com o Queendom e a title “Hip!” (que eu meio que tinha dado uma cagadinha à época do lançamento, mas acabou se convertendo em um dos meus singles prediletos do grupo em todos os tempos) e de uma porção de releases solo com níveis variados de sucesso.

A música é uma graça, sendo o número disco que o Mamamoo não chegou a lançar em início de carreira (acho que foi uma das poucas referências retrôs que elas não exploraram anos atrás), mas que também fica em casa com a retomada moderna que o gênero vem sofrendo em 2020.

Ela está sendo usada como CF para uma grife de roupas que eu nunca ouvi falar, o que me remete a uma época ilustre no K-Pop onde empresas e produtores realmente se esforçavam em comerciais do tipo, capitalizando em cima de marcas com demos que, honestamente, poderiam ser utilizadas como comebacks normais desses acts.

Dito isso, separei abaixo uma listinha com 7 dos meus CFs favoritos, pois relembrar é viver e rebolar a bunda num comercial tailandês de moto é sempre uma boa pedida para um sábado a tarde.

Continuar lendo ““Wanna Be Myself”, do Mamamoo, e outros CFs icônicos do K-Pop”