TOP 100 | As melhores músicas do asian pop em 2021 [85-71]

Dando continuidade a esse ranking, vamos para mais um corte contendo vários grandes bops esplendorosos e inesquecíveis do ano de 2021. Essa segunda parte contém muitas músicas maravilhosas que, em algum momento dos últimos meses, fizeram muito a minha cabeça, foram enormes vícios e por aí vai.

Bora lá…

Continuar lendo “TOP 100 | As melhores músicas do asian pop em 2021 [85-71]”

As 20 melhores músicas… do K-Pop!

Tempos atrás, uma patota de profissionais da música na Coreia do Sul se reuniu para eleger quais foram as melhores faixas lançadas na história do K-Pop até aquele momento para a Melon (leiam aqui). A eleita, no caso, foi “No.1”, da BoA, o que faz sentido, já que, como pontuou o Dougie no post que linkei, essa se tornou uma música assinatura dela, que é um enorme símbolo do começo da onda hallyu como um todo. O pódio fecha com “Growl”, do EXO, ocupando a segunda posição, seguida de “Gangnam Style”, do Psy, que rapa a terceira.

O ranking provavelmente é condizente com o K-Pop enxergado de dentro da própria indústria (tanto que “Gangnam Style”, o primeiro hit global coreano, está alto assim). Contudo, ao ver essa lista lá em agosto, pensei em fazer o meu próprio topzinho de maiores bops coreanos já lançados. Levei um tempo maquinando e cheguei nessas 20 que, meio que, compilam o meu gosto e os highlights da minha vidinha de capopeiro, que começou lá em 2010 e infelizmente dura até hoje.

Tem coisa velha, tem coisa nova, title, album track, vários lançamentos de um ano só, anos que foram totalmente ignorados, uma delicinha que nem pegou #1 no top de seu respectivo ano, mas acabei descobrindo que ela é mais importante que as que ficaram acima, spoilers de tops que ainda nem saíram, muitas faves juntas num lugar só, um só act aparecendo três vezes e um mundaréu de outros que nem foram mencionados, pois esse é o crème de la crème do meu gosto pessoal.

Preparem a pipoca e vamos celebrar os maiores jams da história do K-Pop…

Continuar lendo “As 20 melhores músicas… do K-Pop!”

Twice – TT | Casa da Árvore dos Horrores #07

Como é difícil a vida do jovem adulto universitário que vive de freela. Tinha achado que conseguiria de boas fazer uns 20 posts desses, mas duvido que consiga chegar aos 15 até o Dia das Bruxas. Alguém aí quer me adotar para eu poder viver em paz minha vida de blogueirinho de capope sem me preocupar com nada? Não? Puxa, fiquei TT! (yup, eu realmente fiz esse gancho)

Continuar lendo “Twice – TT | Casa da Árvore dos Horrores #07”

The Feels: single em inglês do Twice é… huh… um single em inglês

Eu que sou um velho de guerra nisso de acompanhar o K-Pop (desde 2010 nesse bueiro) pude acompanhar uma porção de “fases” que o nicho passou ao longo da última década.

É interessante, por exemplo, comparar o que era uma tentativa de acontecer “globalmente” com um single e promoções em inglês entre o final dos anos 2000 e o início dos 10s, onde acts da big3 como BoA, Wonder Girls, Girls’ Generation e 2NE1 se arriscavam fora da Ásia e eram vistos como algo curioso, exótico e MUITO nichado pelo público, com o que é o K-Pop atualmente.

O K-Pop atualmente conseguiu romper algumas barreiras idiomáticas por conta da expansão da internet e fazer com que seus acts conquistassem sucesso, justamente, por serem artistas coreanos fazendo música em coreano. Hoje, é “algo” gostar de música coreana. Ainda é um nicho, claro, mas um nicho bem maior do que, só pra ficar num outro exemplo do qual faço parte, o de otaquinhos que gostam de trecos japoneses.

Mas ainda há o mito de “acontecer nos EUA”, tentar atingir um público ianque maior e pipipi popopo. Para isso, é preciso estar nas rádios de lá. E é bem mais difícil tocar em rádios estadunidenses de grande alcance se as músicas não forem no idioma deles.

O maior nome masculino do K-Pop atual, BTS, conseguiu seus maiores sucessos nos EUA, justamente, se adequando à língua local. E como o velho do J. Y. Park não é burro, é claro que ele faria o maior nome feminino do K-Pop atual, Twice, tentar uma fatia dessa nova onda hallyu nos EUA. Só é uma pena que isso tenha sido com uma música tão estéril quando The Feels

Continuar lendo “The Feels: single em inglês do Twice é… huh… um single em inglês”