Heize, “Lyricist” e outras bossas novas no K-Pop

Heize retornou ontem (10) com Lyricist, seu sexto mini-álbum de estúdio, divulgado com o lead single de mesmo nome abaixo:

Sei que sou minoria nessa bolha, mas gosto bastante da Heize como artista. Das participantes do finado “Unpretty Rapstar”, ela foi a que, a longo prazo, se mostrou mais estável em questão de qualidade de releases e sucesso com o público. Adoro seu timbre vocal e vejo a maneira mais passional dela cantar como um diferencial no nicho de “artistas consumíveis por universitários coreanos”. Com poucas exceções, sua voz e figura conseguem elevar a qualidade de uma demo como poucos.

“Lyricist” é uma delícia, já ouvi umas trinta e sete vezes de ontem para hoje. Além disso, ela segue uma moda estranhamente interessante que muitos cantores sul-coreanos já vinham apresentando há bastante tempo, mas que parece ter se intensificado esse ano: a inspiração na bossa nova.

Não tenho a mais remota ideia do porquê de diferentes produtores e compositores da Coreia do Sul serem influenciados pela bossa nova (talvez por trilhas sonoras de filmes europeus?), mas foram vários os singles e album tracks mesclando o estilo aqui do Brasil com outras influências mais atuais. Alguns exemplos:

Continuar lendo “Heize, “Lyricist” e outras bossas novas no K-Pop”

PLAYLIST | Asian Pop 2020: Update de janeiro e fevereiro

Olá, seus haters da Yezi no Twitter. Como estão? Fevereiro se foi, janeiro sequer deixa saudades. É hora de começar uma nova playlist anual aqui do blog e ir atualizando com o que de mais ketchy saiu no asian pop nesse primeiro bimestre.

Para quem é novato aqui no Miojo Pop (muita gente chegou pelos posts do BTS no final do mês passado), desde a época do falecido blog azul, tenho o costume de montar uma grande playlist anual no Spotify, que é atualizada mensalmente com os melhores trecos lançados no K-Pop, J-Pop, MandoPop, etc., e meio que serve de “spoiler” pras listas de melhores do ano que faço em dezembro. Obviamente, esses updates mensais seguem o meu gosto pessoal. Ou seja, independente da relevância do act dentro desse nicho, das vendas e tudo mais, se eu não curtir as músicas, elas não entram – BTS, IU, Taeyeon e Loona, por exemplo, não darão às caras nessa leva.

Isso explicado, vamos ao primeiro conjuntão de 2020, compilando as mais mais de fevereiro, janeiro e uma filha perdida do final de dezembro…

Continuar lendo “PLAYLIST | Asian Pop 2020: Update de janeiro e fevereiro”

BTS aparece em #13 na atualização semanal da Gaon, Zico em #1 e Taeyeon em #20

Saiu a atualização semanal do digital chart da Gaon, principal ranking musical sul-coreano, cobrindo o consumo de música por lá entre os dias 12 e 18 de janeiro. A lista dessa semana era bastante aguardada, pois, nela, viriam ao menos 2 lançamentos que já vinham sendo comentados nos últimos dias, gerando controversas entre fanbases, acusações de jabá e trecos de tipo. São eles: “Black Swan”, do BTS, e “Anysong”, do Zico. E eu ainda acrescento outro nesse pacote: “Dear Me”, da Taeyeon.

Para quem perdeu a história, vou dar uma resumida, mas já adianto que não é tão interessante. O BTS soltou semana passada uma pre order do álbum que eles vão lançar no final do mês que vem, aí rolou toda aquela comoção da army, que conseguiram colocar o vídeo entre os mais vistos do YouTube no dia, fazer com que eles pegassem uma porção de #1 em Itunes de diferentes países, quebrando uns recordes e tudo mais. No entanto, em casa, o grupo acabou barrado do topo de vários charts diários no dia do lançamento, pois o público coreano médio estava preferindo dar sua atenção à nova música do ex-Block B, que se tornou um viral nacional, abafando o barulho que a sensação internacional de Jimin, Rap Monsta e outros poderia fazer por lá.

Bom, com o top da Gaon no ar, podemos avaliar melhor esses resultados….

Continuar lendo “BTS aparece em #13 na atualização semanal da Gaon, Zico em #1 e Taeyeon em #20”