Time Machine: t.A.T.u e “All the Things She Said”, quando a Rússia soltou a fanfic de um grupo idol lésbico para o mundo (2002)

Com o icônico debut do duo Irene & Seulgi dias atrás, lembrei de um outro caso de grupo idol criado tendo como base a ideia de as duas integrantes viverem um romance que, como não pode acontecer de verdade, é “revelado” nas entrelinhas através de seus releases. No caso, o t.A.T.u, cujo maior sucesso no mundo (e aqui no Brasil, falo mais disso já já) foi All the Things She Said

Eu não lembrava que o sotaque delas era TÃO carregado

Para vocês mais novos que não era nascidos nessa época, ou eram novos demais para prestar atenção nas rádios e em programas baixo custo da MTV, um pouco de contexto: t.A.T.u é um grupo russo composto pelas cantoras Yulia Volkova (a morena) e Lena Katina (a ruiva), formado no final dos anos 90 pelo produtor de TV Ivan Shapolov, numa pegada de construção bastante idol quando vista agora com o distanciamento do tempo. Para isso, ele realizou audições com centenas de garotas que poderiam servir de “face” para uma banda, primeiro chegando à Lena (com 15 anos à época) e, depois de várias demos já finalizadas apenas com ela, adicionando a Yulia (com 14). Ambas já eram conhecidas uma da outra, tendo participado de outros grupos.

Como uma dupla, o “projeto” ganhou ainda mais forma, intitulado como t.A.T.u, uma abreviação para uma frase russa cuja tradução é, mais ou menos, “essa garota é apaixonada por aquela outra”, tendo como inspiração um filme sueco chamado “Show Me Love” (nunca tinha ouvido falar), que mostra um romance entre duas colegiais. À essa altura do campeonato, já dá para pescar o gimick, não? Numa Rússia com, já aí, uma forte repressão LGBT+ (nessa época, ser homossexual já não era crime e a tão comentada Lei de Propaganda LGBT ainda não existia, mas o reacionarismo já era bastante forte na sociedade, com gays sendo perseguidos etc. etc. etc.), o t.A.T.u foi vendido como um grupo queer, numa narrativa onde as duas integrantes eram apaixonadas e isso sendo alimentado a cada novo release.

Elas debutaram de vez no ano de 2000, com Ya Soshla S Uma, que é a versão original em russo da “All the Things She Said” acima, inclusive com o mesmo vídeo:

O clipe chamou muita atenção, causando controvérsia ao trazer as duas vestidas como colegiais (e vocês achando que esse bait era inédito do K-Pop, né?) encarceradas nas grades da escola, se pegando enquanto são observadas e julgadas por adultos chocados. E isso era ainda ampliado em quase toda apresentação que elas faziam ao vivo dessa e de outras músicas.

Nessa aqui para a MTV Russa, em dado momento, elas literalmente fazem aquela posição “tesoura” no meio do palco:

Quero lives assim de “Monster”, SM, se virem…

As promoções duraram bastante tempo, com muito sucesso e incluíram, além do disco original, o relançamento dos singles e do LP em inglês, conquistando uma audiência internacional. “All the Things She Said” pegou #1 em uma porrada de países da Europa, #10 no Estados Unidos e, vejam só, um curioso peak de #7 aqui no Brasil. Não encontrei dados que oficializassem minha teoria, mas imagino que a adição da música na trilha sonora da temporada de 2003 da Malhação deve ter influenciado bastante a popularidade do grupo por aqui.

Malhação Internacional 2003 | Discografia de Malhação - LETRAS.MUS.BR

Cabeção!!!1

Elas ainda soltaram mais dois álbuns de sucesso moderado em suas versões russa e internacional entre 2005 e 2009. Após isso, o duo passou por uma porção de hiatos, promessas de retorno e boatos não concretizados.

O último grande stage delas foi na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno em Sochi, em 2014, quando já havia a lei anti-“propaganda gay” na Rússia, com o trecho delas sendo censurado na TV:

Mas enfim, o tempo passou e, como todo grupo idol, o t.A.T.u não só disbandou, como toda a história de elas serem um casal se revelou um grande plano de seu produtor para lucrar (que funcionou, parabéns para ele). E também como todo grupo idol, parece que as integrantes, em off, se detestavam e conviviam apenas profissionalmente.

Teoricamente, era para que elas lançassem ainda um novo álbum após essa apresentação acima, como um grande retorno. Entretanto, durante as prévias do release, a Lena deu para trás, alegando que a Yulia estava se impondo demais durante a produção, não permitindo que ela opinasse ou trabalhasse, e que a ameaçava de boicote, pois possuía contatos dentro da indústria de entretenimento russa que destruiriam sua carreira caso ela não agisse como o combinado. Como vingança, a Yulia, mais pra frente, no que seria a turnê delas, contratou uma outra ruiva para fingir que era a Lena, apenas pela sacanagem.

E, mais ou menos nessa época aí, a Yulia também disse que não aceitaria ter um filho gay, pois viadagem não é coisa de Jesus ou alguma demência dessas. Ahein.

Atualmente, ambas são rainhas do flop e não conseguem emplacar mais nada.

Btw, minha favorita do grupo, na real, é “Sparks”. Ouçam a delicinha electrorock acima. Nele, só a Yulia canta, enquanto a Lena faz segunda voz no coro. Uou, muita coisa faz sentido agora…

Sigam o Miojo Pop em sua nova conta de Twitter: @MiojoPop. E sigam também este que vos escreve: @igorlunei

13 comentários em “Time Machine: t.A.T.u e “All the Things She Said”, quando a Rússia soltou a fanfic de um grupo idol lésbico para o mundo (2002)

  1. Ahhhhh ainda hoje um dos meus grupos (duo?) preferidos! Lembro que assistir “All the things she said” e o making of de “White robe” (com a Yulia gravidíssima sendo alvejada pelo exército, icônico) na finada MTV foi o início da minha era sapatônica, obrigada t.A.T.u.!!! Lembro também de ficar horas esperando o stage delas nas Olimpíadas pra no final não passar na TV kkkkkk, fiquei com tanta raiva que até hoje não assisti.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Ouço essa música linda até hoje, e finjo demência com as merdas que a yulia fala. Lena rainha. O Anderson Vieira fez um vídeos sobre elas. E foi bem prático. Como o tempo voa. Pena que a yulia estragou um ótimo duo.

    Curtir

  3. Tenho quase certeza que conheci essa belezinha por Malhação tbm, era uma época que eu era viciada nessa novela/série?. Agora eu sei que nunca procurei por mais músicas delas, e ainda assim eu conheço e gosto de All about us. Tem certas músicas antigas q eu escuto hoje em dia e percebo q sei a letra, daí fico me perguntando aonde que eu ouvi isso mds??

    Curtido por 1 pessoa

  4. Meu Deus como nunca notei que tatu era tão idol. É tão óbvio agora que fica fácil de entender porque hoje escuto tanto Kpop, deve ter uma explicação freudiana para isso haha
    Elas foram as primeiras artista que eu fui fã, isso com uns nove anos e passava o dia inteiro escutando aquelas músicas tristes e fúnebres hahaha meu deus nem minha mãe aguentava tadinha, na época nem existia mp3 então era cd no rádio mesmo ligado as alturas

    Curtido por 1 pessoa

  5. Ah, t.A.T.u… lembro que elas causaram pelo menos dois grandes escândalos, o primeiro com o clipe de All The Things She Said e as cenas de beijo entre elas, e o segundo quando foi descoberto que elas não eram lésbicas e nunca namoraram entre si (já que elas se diziam namoradas nas entrevistas e panz).

    Elas passaram longe de ser como as Spice Girls ou Destiny’s Child, mas mesmo assim foram relativamente grandes; lembro que elas chegaram a cantar na premiação de filmes da MTV americana. Se bem que até a Kelly Osbourne já cantou lá, então não sei se é um grande feito.

    Curtido por 1 pessoa

  6. Nesses dias, a dupla apareceu nos trending topics mundiais lá no Twitter. Acho que aconteceu por causa do mês do orgulho LGBTQIA+, mas também por causa de uma tal Poppy que fez um cover MUITO bom da música:

    Das músicas delas, a última a me apegar foi Dangerous & Moving, que teve até participação da Ashley Greene no MV caótico (que infelizmente só foi lançado em russo):

    Além das citadas, amo All About Us, Friend or Foe, Gomenasai… e por aí vai.

    P.S.: Assistam o filme “You & I” onde elas aparecem (não vou postar o trailer aqui pq ele dá muito spoiler)

    https://en.wikipedia.org/wiki/You_and_I_(2008_film)

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s