PLAYLIST: abril de 2022

Abril foi um mês bastante movimentado, mas bastante feliz. E no mundinho da música pop asiática, saiu provavelmente a minha candidata à SOTY vinda, aleatoriamente, de uma ex-IZ*ONA. Vamos às faixas escolhidas pra atualização da playlist e aos comentários breves…

Continuar lendo “PLAYLIST: abril de 2022”

Raspa no tacho (14/04): Jessi, Dreamcatcher, carinha do NCT, NiziU e mais

De tempos em tempos, uma porção de trecos saem e, por algum motivo, como falta de relevância para encher um post inteiro, ou falta de tempo deste que vos escreve, acabam não dando às caras aqui quando deveriam. Juntem isso tudo num lugar só e, plim, temos a raspa no tacho.

Continuar lendo “Raspa no tacho (14/04): Jessi, Dreamcatcher, carinha do NCT, NiziU e mais”

TOP 100 | As melhores músicas do asian pop em 2021 [100-86]

E o aparentemente interminável ano de 2021, enfim, terminará. No fim, essa pareceu uma grande segunda temporada de 2020, com todos os problemas sanitários globais ainda bem em alta em sua maioria, mas há um pingo de esperança no horizonte com a quantidade de internações diminuindo na mesma proporção que a de vacinados aumenta. Vitória da ciência, pau no cu do arrombado do Bolsonaro, velho desgraçado.

No asian pop, as coisas seguiram firmes. É uma nova geração para o K-Pop, com novos grupos entrando na ativa e começando a mostrar a que vieram. J-Pop tá lá, um tiquinho mais limitado e tímido aqui para esses lados, mas ainda forte. E um dos álbuns que mais escutei nos últimos meses foi um de MandoPop, vejam a surpresa!

É final de dezembro e finais de dezembro na blogosfera fundo de quintal significam listinhas de melhores do ano. Começo aqui a minha, com 100 músicas, dividida em 7 partes que, se nada der errado, irão ao ar de hoje até o dia 31. Como esses posts sempre costumam furar um tiquinho a bolha de leitores aqui de Miojo e atingir o público que quer saber quais foram os maiores capopes do ano vigente ou algo assim, algumas regrinhas para não iniciados:

MARAVILHOSAS REGRAS

O top é meu, baseado única e exclusivamente em minha opinião, minha subjetividade. Então, coisas como charts, vendas, popularidade e relevância pra o meio em nada influenciam nele;

Um mesmo act pode aparecer um monte de vezes, ainda que isso signifique cortar outro que teve só um singlezinho legal no ano. Representatividade numérica não conta tanto para mim;

Meu maior critério de escolha, na real, é o quanto as faixas duram em minhas playlists diárias. Quanto mais ouço, mais alto ela aparece. Nem tudo que é bom eu gosto e nem tudo que eu gosto é bom. Mesmo que eu considere uma música “melhor” que outra em questões técnicas (exemplo aqui, reveluvs), se eu ouvi pouco conforme os meses passaram, tchau;

Vocês têm todo o direito de discordar das minhas opiniões e até sugerir outras melhores para as posições ocupadas, mas saibam que estarão errados, pois meu gosto musical é perfeito. Bjokas.

Sem mais delongas, vamos às 15 faixas do primeiro corte. Here we go again

Continuar lendo “TOP 100 | As melhores músicas do asian pop em 2021 [100-86]”

Um punhado de músicas de outros anos que me apeguei tardiamente e embalaram o meu 2021

O título é meio autoexplicativo, mas vamos render um pouco mais essa introdução. Não sei com vocês, mas é bem comum comigo meio que passar batido de determinadas músicas em suas épocas de lançamento e só viciar nelas mesmo um tempão depois.

Como estou preparando o topzão de 2021 aqui (começa no dia 25 de dezembro, não percam!), comecei a reparar que rolaram várias faixas de outros anos que “redescobri” nesse que, na real real mesmo, eu até ouvi mais do que as próprias dos últimos 12 meses.

Nenhuma delas aparece em rankings de outros anos, então aproveitarei isso para juntar todas aqui e indicar para vocês. Vamos lá…

Continuar lendo “Um punhado de músicas de outros anos que me apeguei tardiamente e embalaram o meu 2021”

As 20 melhores músicas… do K-Pop!

Tempos atrás, uma patota de profissionais da música na Coreia do Sul se reuniu para eleger quais foram as melhores faixas lançadas na história do K-Pop até aquele momento para a Melon (leiam aqui). A eleita, no caso, foi “No.1”, da BoA, o que faz sentido, já que, como pontuou o Dougie no post que linkei, essa se tornou uma música assinatura dela, que é um enorme símbolo do começo da onda hallyu como um todo. O pódio fecha com “Growl”, do EXO, ocupando a segunda posição, seguida de “Gangnam Style”, do Psy, que rapa a terceira.

O ranking provavelmente é condizente com o K-Pop enxergado de dentro da própria indústria (tanto que “Gangnam Style”, o primeiro hit global coreano, está alto assim). Contudo, ao ver essa lista lá em agosto, pensei em fazer o meu próprio topzinho de maiores bops coreanos já lançados. Levei um tempo maquinando e cheguei nessas 20 que, meio que, compilam o meu gosto e os highlights da minha vidinha de capopeiro, que começou lá em 2010 e infelizmente dura até hoje.

Tem coisa velha, tem coisa nova, title, album track, vários lançamentos de um ano só, anos que foram totalmente ignorados, uma delicinha que nem pegou #1 no top de seu respectivo ano, mas acabei descobrindo que ela é mais importante que as que ficaram acima, spoilers de tops que ainda nem saíram, muitas faves juntas num lugar só, um só act aparecendo três vezes e um mundaréu de outros que nem foram mencionados, pois esse é o crème de la crème do meu gosto pessoal.

Preparem a pipoca e vamos celebrar os maiores jams da história do K-Pop…

Continuar lendo “As 20 melhores músicas… do K-Pop!”