Com “Girls”, aespa comete o pior crime de um girlgroup: lança uma música genérica!

Por mias incrível que pareça, o aespa é um grupo que tem um passe bem alto comigo. Diferente de outros novos acts, como LE SSERAFIM ou IVE, onde os line-ups são bem cativantes, não acho que NingNing e as outras três indistinguíveis tenham qualquer carisma ou traços idol que conquistem at all.

Mas calha de a proposta de um girlgroup que se divide entre o real e o meta, cujos visuais dos MVs e as estéticas sonoras puxam prum lado mais sci-fi cyberpunk bizarro colar comigo. Não que elas tenham acertado em tudo quando investiram nisso: acho Next Level uma das músicas mais execráveis das últimas cinco décadas. E bobagens que não têm a ver como essa estética, como ForeverLife’s Too Short, não me mantêm acordado até o fim, então sequer considero.

Porém, quando elas acertam, acertam bem. Black Mamba me conquistou com o tempo com seu instrumental e climão de filme de espionagem futurista, Savage e todo seu mini-álbum são uma delicinha esquisita, e mesmo o cover de Dreams Come True mora em minhas playlists diárias desde o lançamento.

Nessa, podemos entender o aespa como um grupo de extremos. Ou são muito boas no que fazem, ou derrapam feio. O que, na real, faz delas um grupo bem interessante de se acompanhar, por bons e maus motivos. Então, é uma porcaria que Girls seja tão qualquer nota e derivativa, pois meio que mata esse status do quarteto até então…

Continuar lendo “Com “Girls”, aespa comete o pior crime de um girlgroup: lança uma música genérica!”

PLAYLIST: junho de 2022

O mês de junho acabou sendo bem mais movimentado do que eu imaginava com o retorno das aulas presenciais na minha faculdade e mais uma porção de coisas que rolaram pra mim em OFF. Nessa, perdi o hype para comentar alguns lançamentos bem quentes.

Dessa vez, em vez de fazer um pacotão, vou só partir logo para a playlist comentada, que traz o que de mais legal rolou nesses últimos tempos e sigamos para julho.

Continuar lendo “PLAYLIST: junho de 2022”

PLAYLIST: janeiro e fevereiro de 2022

O ano está indo no K-Pop, J-Pop e adjacências. Eu, no entanto, permaneço de “férias” do blog por enquanto, acompanhando mais ou menos de longe os lançamentos. Já saiu bastante coisa boa que não comentei por aqui. Então, vamos aproveitar o feriadão de carnaval, o fato de hoje ser o último dia do mês e eu ter tirado disposição sei lá de onde nesse calor pra mexer na aparência do blog para soltar a primeira playlist de 2022, contendo trecos lançados em fevereiro, janeiro e umas raspas do tacho que rolaram bem no finalzinho de 2021.

O que entrou é o que eu tenho ouvido e gostado. O que não entrou é porque ou não ouvi ou ouvi e não gostei (tipo STAYC e Apink). Já sigam lá no Spotify e vamos aos pitacos faixa a faixa…

Continuar lendo “PLAYLIST: janeiro e fevereiro de 2022”

Em “Dreams Come True”, aespa resgata sucesso do S.E.S. que envelheceu mal

Seguindo naquilo de comentar trecos bem legais que saíram quando 2021 já estava apagando a luz, vamos a uma opinião bem polêmica: a versão de aespa para Dreams Come True é melhor que a original…

*BOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOM*

Continuar lendo “Em “Dreams Come True”, aespa resgata sucesso do S.E.S. que envelheceu mal”

TOP 100 | As melhores músicas do asian pop em 2021 [70-56]

Chegamos na terceira parte desse ENORME listão (eu esqueço o quanto esses rankings são demorados), trazendo mais uma porção dos maiores e melhores e mais gostosos bops desse maldito ano de 2021. Sem muita enrolação na introdução dessa vez, vamos lá…

Continuar lendo “TOP 100 | As melhores músicas do asian pop em 2021 [70-56]”