PLAYLIST: julho e agosto de 2022

Esses últimos dois meses foram bem agitados por aqui. Minha faculdade entrou num vórtice maluco onde os professores, talvez por esse ser o primeiro período presencial desde todo o ocorrido com a COVID-19, tacaram uma porrada de avaliações ao mesmo. Em paralelo, me mudei! Saí do município afastado em que eu morava e levava mais de duas horas diariamente para chegar à faculdade para viver numa (não riam) “república para rapazes” que fica pertinho da faculdade.

Divido a casa com dois marombas hilários que aleatoriamente começaram a se comportar como se fossem meus irmãos mais velhos (um deles literalmente me deu esporro anteontem porque eu estava acordado até tarde e tinha aula cedo no outro dia, fiquei abismado), um moleque que morava no mato e é bem baruhento quando está acompanhado (entendam como quiserem), um gringo que quase nunca aparece (um dos marombas acha que ele é um fantasma) e um outro bem mais velho que é chatão, mas todo mundo acha ele chatão então tanto faz.

Tá legal, embora, enquanto eu escrevo esse post, tenha acabado a água e já esteja mais de 30º no Rio de Janeiro. Vai ser um longo e odoroso dia.

Enfim, asian pop, né? Hehe. Por esse tanto de coisa que rolou em off, calhou de eu não ter conseguido atualizar devidamente esse blog ao longo das últimas semanas. E calhou também de, justamente, nesse meio tempo, praticamente todos os acts principais da atualidade terem feito comeback (ou debutado, caso do NewJeans). Devo ter deixado de ganhar milhares de views, risos.

Mas antes tarde do que mais tarde, é hora de atualizar a playlist aqui do blog e, enfim, dar meus pitacos sobre o que de melhor rolou . O que não entrou foi por eu não ter curtido. Blinks e sones, não me xinguem nos comentários. Ah, como já tem bastante tempo, vale ressaltar que a ordem da playlist é mais de acordo com o “mood” das músicas juntas e não da minha preferência – embora a primeira nela, de fato, seja a que mais curti e a que tem chances reais de pegar uma vaga no pódio desse ano…

Continuar lendo “PLAYLIST: julho e agosto de 2022”

TOP 100 | As melhores músicas do asian pop em 2014 [25-11]

Penúltima parte desse ranking. O que quer dizer que, hoje, rola aquele clichê de listas de melhores do ano da blogosfera fundo de quintal, onde são várias e várias as gemas intocáveis, lacradoras, fadas de cristal, donas de nossos furicos, destruidoras de nações inteiras e salvadoras do pop, mas que, por pura subjetividade desse belo rapaz que vos escreve, acabaram ficando fora das 10 mais de 2014 de acordo com esse blágh.

Uma porção de fan favorites rodam abaixo. Será que a sua SOTY aparece aqui? É clicar e conferir…

Continuar lendo “TOP 100 | As melhores músicas do asian pop em 2014 [25-11]”

TOP 100 | As melhores músicas do asian pop em 2014 [70-56]

Terceira parte do topzão de 2014. Nessa, é onde aparece a posição 69, mas não consegui pensar em nenhuma piadola envolvendo alguma música para colocar nela (não ia gastar os hinos do Stellar assim tão baixo).

Continuar lendo “TOP 100 | As melhores músicas do asian pop em 2014 [70-56]”

MINI-ALBUM REVIEW | HyunA – A Talk (2014)

Enfim seguindo com os comentários de destaques lançados em 2014, é hora de relembrarmos aquilo de a maçã ser vermelha, assim como a bunda do macaco, com a HyunA sendo gostosa por conta disso ou coisa parecida.

Abaixo, meus pitacos sobre o excelente, mas impressionantemente não tão celebrado, A Talk

Continuar lendo “MINI-ALBUM REVIEW | HyunA – A Talk (2014)”

Raspa no tacho (28/04): Miyeon (do (G)I-DLE), Seventeen, NU’EST e mais

De tempos em tempos, uma porção de trecos saem e, por algum motivo, como falta de relevância para encher um post inteiro, ou falta de tempo deste que vos escreve, acabam não dando às caras aqui quando deveriam. Juntem isso tudo num lugar só e, plim, temos a raspa no tacho.

Continuar lendo “Raspa no tacho (28/04): Miyeon (do (G)I-DLE), Seventeen, NU’EST e mais”