Raspa no tacho (14/04): Jessi, Dreamcatcher, carinha do NCT, NiziU e mais

De tempos em tempos, uma porção de trecos saem e, por algum motivo, como falta de relevância para encher um post inteiro, ou falta de tempo deste que vos escreve, acabam não dando às caras aqui quando deveriam. Juntem isso tudo num lugar só e, plim, temos a raspa no tacho.

[ Jessi – Zoom ]

A Jessi tem uma persona tão forte, tanto na imagem, quanto no vocal, que mesmo faixas 101 de rap como essas ficam acima da média quando é ela executando. “Zoom” não é a maior coisa que ela já fez, mas entretêm do início ao fim, então não há o que reclamar.

[ Dreamcatcher – Maison ]

Senti nessa aqui um clima de trilha sonora de game de ação, como se fosse um daqueles singles especiais de LoL e variados. E o clipe bizarro de cgi ajuda nisso. Eu gosto, embora o refrão não seja tão forte quanto eu gostaria. O álbum tá legal? Ainda não ouvi.

[ Taeyong (do NCT) X Wonstein – Love Theory ]

Uma dessas músicas de Station que quase nunca são a melhor coisa que os idols da SM podem lançar, mas mesmo assim funcionam por serem divertidas e descompromissadas. O instrumental dessa é gostosinho em seu minimalismo e a letra é bacana. Provavelmente vai pegar um #98 no top 100 de 2022, pois é daquelas faixas tão descontraídas que calho de ouvir bem mais do que admito ao longo do ano.

[ Suho – Hurdle ]

Provavelmente a melhor desse post. O instrumental meio rock, meio funk, me vende um ar daquelas bandinhas indie que o Lollapalooza costumava colocar pra tocar no meio da tarde e ninguém assistia de verdade. Os últimos dias têm sido bons para solistas de boygroups da SM.

[ NiziU – Asobo ]

NiziU não é a minha. Acho elas muito cafonas. Sei que a ideia é ser um grupo de J-Pop com a estética e o refinamento da JYP no K-Pop, mas as músicas simplesmente não funcionam comigo. Talvez daqui uns dois, três anos, quando elas inevitavelmente mudarem a imagem para algo mais sóbrio enquanto a gravadora já engata novas rookies, tal como foi com o Twice, passe a colar.

4 comentários em “Raspa no tacho (14/04): Jessi, Dreamcatcher, carinha do NCT, NiziU e mais

  1. Adorei Hurdle (gostei bem mais que a A-side Grey Suit), e acho que não só o público como o próprio Suho também gostou mais dela, já que está sendo apresentada nos music shows da vida, e as performances são bem divertidas, com banda ao vivo até.

    Acho bacana mais solistas (especialmente homens) mostrarem um lado mais descontraído no palco, sem precisarem de artifícios como coreografias ultra complexas (quase sempre acompanhadas de um lip sync vergonhoso), jogos de câmera e o diabo a quatro para fazerem sucesso. Algumas vezes basta você, um microfone, uma banda e uma faixa gostosa para fazer sucesso – ou talvez eu só esteja cansada de mega produções que servem para exibir uma coreografia complexa com um bate-estaca genérico de fundo.

    Curtido por 2 pessoas

  2. Será que dessa vez a vitória do Dreamcatcher em music show vem? TOMARA!

    Nunca entendi como elas nunca ganharam, enquanto uns grupos aleatórios que a gente nunca ouviu falar e que aparecem e se separam de uma hora pra outra conseguem.

    Curtido por 2 pessoas

  3. Jessi – assino embaixo do que vc disse, só presta pq é a Jessi sustentando a faixa

    Dreamcatcher – amei Maison, e dar uma leve desviada do rock foi uma ótima decisão da empresa delas

    essa da SM Station – sdds 1ª season da STATION (choros)

    Suho – ainda bem que ele também soltou MV pra essa faixa, a outra é um porre

    NiziU – apesar de terem reciclado o instrumental de Dance the Night Away do TWICE, entregaram uma faixa gostosinha

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s