Raspa no tacho (24/05): Hyoyeon, BoA, TXT, boygroup na PNATION e mais

E eu finalmente estou de férias da faculdade… mas apenas por três semanas, já que os velhotes lá resolveram que vão socar períodos num ano só para repor os seis meses de recesso que tivemos por conta da COVID-19. Oh, que saudável serão esses próximos tempos.

Enfim, bora aproveitar esses dias de respiro pra colocar em dia as pautas que perdi por conta das provas de fim de período.

Continuar lendo “Raspa no tacho (24/05): Hyoyeon, BoA, TXT, boygroup na PNATION e mais”

10 músicas superestimadas no K-Pop

E aí que semana passada eu estava dando uma olhada na timeline do Twitter e o Douglas…

Aí o moderador biscoiteiro do Miojo por lá…

Aí o Douglas…

Aí vocês…

Então tá, né. Vamos lá…

Continuar lendo “10 músicas superestimadas no K-Pop”

THROWBACK 2000s | O melhor do pop asiático no ano de 2001

O ano é 2001. As pessoas no Brasil mal se recuperavam de assistir Carolina Dieckmann raspando a cabeça em “Laços de Família” e já estavam em choque com Glória Perez misturando ficção científica, samba de gafieira, Murilo Benício sendo duplicado e todo um elenco praticando dança do ventre em “O Clone”. No cinema lá de fora, as técnicas de animação evoluíam através de “Monstros S.A”, “Shrek”, “A Viagem de Chihiro”, “Atlantis: O Reino Perdido” e “Barbie e o Quebra-Nozes”, com grandes clássicos da pipoca vendo a luz do dia, tipo “O Senhor dos Anéis”, “Harry Potter e a Pedra Filosofal”, “Lara Croft: Tomb Raider”, “Velozes e Furiosos”, “Onze Homens e Um Segredo” e “Legalmente Loira”.

No mundinho musical desse lado do globo, Shakira começava a expandir sua influência internacionalmente com a toscovilhosa “Whenever, Wherever”, Britney fazia sua transição de gatinha fofa do pop para a gostosa sexy dos videoclipes em “I’m a Slave 4 U”, Alicia Keys nascia ao grande público em “Fallin'”, Jennifer Lopez se tornava a estrela que Mariah tentaria destruir em “Love Don’t Cost a Thing” e Kylie Minogue reinventava o electropop com a apocalíptica “Can’t Get You Out Of My Head”. Obrigado, MTV. Ooh, e por aqui, Ana Carolina colocava a enorme contraditória frase “e cada vez que eu fujo, eu me aproximo mais” na cabeça de todos em sua “Quem De Nós Dois”. Obrigado, Faustão.

Mas o que importa de verdade para essa série é relembrar os destaques musicais que fizeram a cabeça do público médio asiático. Infelizmente, não foram tantos dessa vez e quase nada de tais 12 meses toca com uma frequência mais alta em minhas playlists. Mas, os que estão lá, valem muito a pena. Começando pelas divas pop…

Continuar lendo “THROWBACK 2000s | O melhor do pop asiático no ano de 2001”