10 músicas superestimadas no K-Pop

E aí que semana passada eu estava dando uma olhada na timeline do Twitter e o Douglas…

Aí o moderador biscoiteiro do Miojo por lá…

Aí o Douglas…

Aí vocês…

Então tá, né. Vamos lá…

Continuar lendo “10 músicas superestimadas no K-Pop”

THROWBACK 2000s | O melhor do pop asiático no ano de 2001

O ano é 2001. As pessoas no Brasil mal se recuperavam de assistir Carolina Dieckmann raspando a cabeça em “Laços de Família” e já estavam em choque com Glória Perez misturando ficção científica, samba de gafieira, Murilo Benício sendo duplicado e todo um elenco praticando dança do ventre em “O Clone”. No cinema lá de fora, as técnicas de animação evoluíam através de “Monstros S.A”, “Shrek”, “A Viagem de Chihiro”, “Atlantis: O Reino Perdido” e “Barbie e o Quebra-Nozes”, com grandes clássicos da pipoca vendo a luz do dia, tipo “O Senhor dos Anéis”, “Harry Potter e a Pedra Filosofal”, “Lara Croft: Tomb Raider”, “Velozes e Furiosos”, “Onze Homens e Um Segredo” e “Legalmente Loira”.

No mundinho musical desse lado do globo, Shakira começava a expandir sua influência internacionalmente com a toscovilhosa “Whenever, Wherever”, Britney fazia sua transição de gatinha fofa do pop para a gostosa sexy dos videoclipes em “I’m a Slave 4 U”, Alicia Keys nascia ao grande público em “Fallin'”, Jennifer Lopez se tornava a estrela que Mariah tentaria destruir em “Love Don’t Cost a Thing” e Kylie Minogue reinventava o electropop com a apocalíptica “Can’t Get You Out Of My Head”. Obrigado, MTV. Ooh, e por aqui, Ana Carolina colocava a enorme contraditória frase “e cada vez que eu fujo, eu me aproximo mais” na cabeça de todos em sua “Quem De Nós Dois”. Obrigado, Faustão.

Mas o que importa de verdade para essa série é relembrar os destaques musicais que fizeram a cabeça do público médio asiático. Infelizmente, não foram tantos dessa vez e quase nada de tais 12 meses toca com uma frequência mais alta em minhas playlists. Mas, os que estão lá, valem muito a pena. Começando pelas divas pop…

Continuar lendo “THROWBACK 2000s | O melhor do pop asiático no ano de 2001”