As músicas mais pau mole de 2020 no K-Pop/J-Pop

Fim de ano em blogzinhos da blogosfera fundo de quintal é época de intermináveis listas compilando os mais sei o que lá de tal período de 12 meses. Vários colegas já começaram seus listões com o que de melhor rolou, eu mesmo pretendo começar o meu logo depois do natal, mas como um “esquenta”, quis trazer antes uma coletânea com o que de pior eu ouvi dentro do asian pop ao longo de 2020. Dessa vez, copiando na cara dura o icônico título que o Dougie deu pra esse mesmo post dele em 2019 (leiam aqui).

Se lista de “melhores trecos” já são bastante subjetivas, as de “piores troços” então são de arrancar cabelos alheios, o que torna tudo ainda mais divertido. Abaixo, entraram as faixas de K-Pop e J-Pop que ouvi e minhas opiniões variaram entre “huh, esse act lançando isso aqui?” ou “nossa, que vontade de arrancar meus tímpanos.” O que quer dizer que algumas delas nem são ruins ruins, só, ahn, fracas por x motivos ao serem executadas por y artistas, sendo um pecado por existirem da forma que existiram. As outras são só um cocô sonoro mesmo. Aah, e atenção pro “que ouvi” em vermelho ali atrás, pois não faz o menor sentido querer falar mal de bagulhos feitos por gente que sequer me importo com a existência (basicamente, 80% da corja de boygroups da atualidade).

Pormenores introdutórios introduzidos, vamos falar mal do BTS pra já atrair a atenção da garotada e bombar de views

BTS – Black Swan

Sem brincadeira ou exagero algum: essa versão “artística” orquestrada de “Black Swan” utilizada para esse vídeo pedante de bailarinos contemporâneos se contorcendo como lombrigas numa locação suja qualquer deve ser o bagulho mais horroroso que ouvi em 2020. A proposta toda é ~conceitual~ demais pra mim, com o instrumental sendo só chato de acompanhar e os vocais processados terríveis dos integrantes não casando com nada dele. Um lixo grotesco que deveria ter afundado a carreira do BTS pela total falta de mérito do grupo. Já a versão oficial é só chata.

TREASURE – Boy

A YG teve a ideia “brilhante” de debutar um outro boygroup esse ano, como se ela já não tivesse um monte em seu catálogo. Dentre uma porção de singles bem qualquer coisa dentro do cenário masculino atual, o tal do Treasure conseguiu a façanha de soltar algo AINDA PIOR que o mediando de oppas em 2020. A culpa é de vocês, fãs da YG, que ficam apoiando essas atrocidades por “medo de irem pra geladeira”. Mesma coisa com o próximo grupo aqui…

BLACKPINK e Selena Gomez – Ice Cream

Essa merda aqui consegue ser até ofensiva. Juntaram o BLACKPINK com a Selena Gomez e conseguiram extrair o pior de todas as envolvidas. Os versos são terríveis, o rap da Lisa é constrangedor, a voz da Selena tá irreconhecível no resultado final, não tem refrão, não tem nada. Não sei nem se eu chamo isso de música. Mas vão lá, soca stream nas “lendas”. Vocês financiam sua própria desgraça, blinks.

Pentagon e ONF (?) – Kill This Love

Pior que uma música do BLACKPINK feita pelo BLACKPINK é uma música do BLACKPINK feita num cover “sombrio” de dois boygroups desesperados por atenção. Eu gosto de “Kill This Love”, pois as meninas conseguiram dar uma interpretação mais despojada dentro de um instrumental assumidamente cafona. Aí vão os caras, tiram toda a aura marcial boboca do original, matam a melhor parte dele (o final com o “you must kill this love yeah sad but true” pra bater cabelo) e transformam numa idiotice ~sombriiiiiiaaaaa~. Ah, vão tomar no cu.

IZ*ONE – Beware

Eu entendo que a proposta do IZ*ONE ao Japão é soar como a unit de grupo AKB que é, mas isso aí tá só amador e pronto. A mixagem dos canais parece feita por alguém sem o mínimo das capacidades auditivas, pois os vocais sequer fazem sentido no resultado final. Esse é o tipo de situação que um act desse porte não deveria passar em 2020. Deveriam adicionar essa produção porca na ficha criminal dos produtores do grupo junto com todos os outros casos desse ano e aumentar a pena em umas duas décadas pela pachorra.

aespa – Black Mamba

Seis anos de espera, um caminhão de promessas e mundos e fundos e conceitos e integrantes virtuais pro debut single ser esse girlcrush 101 que outros trinta e quatro girlgroups lançaram desde a explosão do BLACKPINK? O aespa vai ter que comer muito arroz com feijão pra despertar qualquer atenção minha depois dessa palhaçada. E a tal da Ning Ning nem é isso tudo, parem de fogo.

BOTOPASS – Flamingo

Ainda na seara de debuts broxantes, eu lembro que vocês fizeram um escarcéu por causa desse tal de BOTOPASS tempos atrás, pois tinham vários escândalos internos e histórias das integrantes e o caralho de asas. Aí fui ouvir a tal da música e fui recebido com ainda outro latin pop dois pra lá dois pra cá que já estou de saco cheio. E pior: feito com o orçamento de um joelho e um guaracamp pra cada um dos envolvidos, porque, de novo, que treco mal finalizado. Que que aconteceu com o tal profissionalismo fonográfico sul-coreano que era para ser referência mundial?

Cignature – Nun Nu Nan Na

Aqui já é problema de produção mesmo. Quem foi o idiota que achou que daria certo colocarem os vocais numa região TÃO ALTA assim? Chega no refrão, com elas se esgoelando, aí todos os cachorros da vizinhança enlouquecem, tão agudo que ele é. Uma pena, pois o instrumental-ice-cream-cake andava sumido, aí reviveram ele para estragar.

Moon Byul – Eclipse

Eu gosto quando esse concept mais utilizado por oppas é apropriado por garotas, pois elas dão pros instrumentais try-hard uma interpretação vocal e visual que tira eles do lugar comum. O problema é que a Moon Byul, por sei lá qual motivo, resolveu fazer isso, mas sem a parte de tirar do lugar comum. Tá exatamente como um act masculino teria feito, em vocal e no MV. Ou seja, já ouvi e vi a mesma coisa de outros oitenta e dois exemplares só na semana passada.

Mamamoo – AYA

Falando em Mamamoo, “AYA” deve ser a pior title delas em todos os tempos. São muitas ideias amontoadas num lugar só, confuso demais e desnecessariamente cansativo de ouvir. Uma pena, pois elas haviam conseguido criar uma alta expectativa pelos releases solo (menos o da Moon Byul) e por outros trabalhos antes do comeback.

K/DA – More

Troço chato. Se o LoL ia recuperar a ideia de um girlgroup capopeiro pra promover o jogo fora da fanbase, deveriam ter feito isso com uma música legal, não com uma derivação menos interessante de “Pop/Star”. Mesmo a animação dessa vez ficou bem esquisita de olhar, nível The Sims.

(G)I-DLE – Oh My God

O Soyeon se tornou uma figura onipresente na indústria pop coreana, mas tenho a impressão de que, para seu próprio grupo, que deveria ser seu carro chefe, a mesma anda bem relapsa. Não dá para aturar ainda outra releitura de “Hann”. Perdeu a graça já.

Yubin – yaya (Me Time)

Parabéns para a Yubin, que, ao sair da JYP, conseguiu montar sua própria empresa, externando que planeja reunir suas colegas de Wonder Girls (e talvez uma do Five Girls, wtf) por lá algum dia. Provavelmente, agora ela tem toda a liberdade artística para fazer o que bem entende musicalmente. O maior problema disso é que o seu melhor como solista era aquela persona citypop provavelmente criada pela gravadora. Zero entusiasmo para ouvir “yaya”.

Loona – So What

Encerrando o post com chave de cocô, “So What”. Até hoje não entendo qual foi a da BBC de deixar totalmente de lado o refinamento musical que fez do Loona, huuh, LOONA nos últimos anos após a saída do Jaiden. Só porque o cara que juntava as ideias todas num lugar se foi, não dava para arrumar produtores musicais parecidos? Tinham que transformar elas numa versão feminina RUIM do NCT? “So What” é barulhenta demais, não dá vontade de repetir. Nem a ridícula da Pirralha do Sapo rodando a mochila salva esse comeback. 2020 foi um ano perdido pro Loona. E não, Voice/Star não vai entrar no top 100. Eu já até esqueci qual é a melodia do refrão dela. Superem. Feliz natal.

E as piores do ano para vocês, quais foram? :V

16 comentários em “As músicas mais pau mole de 2020 no K-Pop/J-Pop

  1. O pior não foi não ter arrumado um cara com uma vibe diferente do Jaiden e sim terem pegado o cara da SM, não tinha como dar algo certo nisso (Se bem que meio que deu com OOPS! mas como aparentemente eu sou a única pessoa que gosta dessa bomba então vou ficar na minha kkkk)

    Ignorando o comentário de Star e Oh My God pq são claramente SOTY porém vocês são jovens demais para entender o conceito maravilhoso que se baseia na minha opinião e no fato de eu ser uma cadelinha desses grupos em questão, bom natal

    Curtido por 1 pessoa

  2. Concordo com todas, mas acabei gostando da música do Treasure (falta de bom senso). Mas para mim a pior música desse ano é “God’s Menu” do Stray Kids, que coisa terrível! E o pessoal rasga uma seda enorme pra esse lixo sonoro…

    Curtir

    1. Eu mesma rasgo uma seda imensa pra God’s Menu e o Stray Kids todo, porém eu gosto desse estilo musical deles, o rap tá no ponto para mim, o MV tá maravilhoso, e “cooking like a chef, i’m a five star michellin” tá na minha cabeça até hoje! Agora eu engoli a força músicas como Ice Cream que não vai pra canto nenhum, More & More que é um tropical house do Twice que eu não aguentava mais. Mas as músicas ruins mesmo, que eu não suporto nem ouvir, vieram das tittles do NCT 2020, pelo amor de deus! Eu tinha tudo pra gostar, baseado no meu gosto pelas músicas do Stray Kids, mas não deu mesmo.

      Curtir

  3. “feito com o orçamento de um joelho e um guaracamp pra cada um dos envolvidos”
    por um momento pensei que você podia estar falando da PRÓTESE DE UM JOELHO até lembrar que tem lugar que chama enrolado de presunto e queijo disso aí haha

    Concordo com quase tudo, e com o que eu concordo, concordo com força. Quanta bomba!

    Curtir

  4. Pra mim, a pior foi “MMM” do Treasure, o instrumental parece interferência. Definitivamente colocar os moleques de 15 anos pra sensualizar e gemer não funcionou comigo.

    Curtir

  5. Minha nossa, eu pensava que o grupo novato da YG era a coisa mais desinteressante de tudo. Quando me vem o Pentagon e esse outro grupo fazendo isso com Kill This Love, Meu pai amado!!
    De resto concordo com tudo dessa lista, e não estou querendo ser polêmica mas; fico boba com os fãs do Mamamoo tacarem o pau nos fãs de outros grupos e aquela coisa toda_ na minha timeline era só o que rolava que fiquei até surpresa_ e o grupo só ter lançado de legal os solos e terem essa música horrível na discografia e GERAL aclamado, parecendo mais um delírio coletivo.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta para Lobby Queer Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s