Queendom 2: comentários sobre as faixas inéditas!

Em resumo: decepcionante.

Mas vamos lá…

Hyolyn – Waka Boom (My Way) (feat. Lee Young Ji)

Bem ruim. Eu entendo as ideias aqui, elas parecem interessantes no papel. Os batidões de uma fanfarra, a flautinha meio “tribal”. Só que a execução toda é cansativamente agressiva, tanto no modo como o instrumental é organizado, quanto na interpretação vocal da Hyolyn na maioria do tempo. No fim, acaba virando um barulhão que me desperta bem pouca vontade de repetir. Deve render uma apresentação final chamativa pra ela dependendo dos elementos de palco utilizados, mas aos ouvidos é só… demais.

Cosmic Girls – AURA

Eu tenho quase certeza que já ouvi uma música praticamente igual a essa de algum girlgroup recentemente, só não me lembro qual. Talvez ela seja uma versão (absurdamente menos interessante) de Guerilla, do Oh My Girl, em suas ideias? Não é tão ruim quanto a da Hyolyn acima, mas essa sensação derivativa que ela me traz tira boa parte do brilho comigo. Talvez eu mude de ideia caso ouça mais algumas vezes, mas isso só o tempo dirá.

Kep1er – The Girls (Can’t Turn Me Down)

Mais ou menos o mesmo problema que rola com a da Hyolyn: sinto que tem muita coisa acontecendo nesse instrumental e a interpretação mais histriônica delas não ajuda nisso. Pra piorar, o drop do refrão é um dos piores que já escutei dessa remessa de girlgroups emulando boygroups try-hard. Que bizarro: não esperava pegar um ranço tão grande o Kep1er como peguei nesse programa, pois curti Wa Da Da e “MVSK” é uma das grandes músicas desse primeiro semestre no meu celular. Mas os trecos delas no Queendom foram MUITO abaixo da média, deus me livre…

VIVIZ – Red Sun!

Outras que entendo a proposta, mas acho que falharam na execução. Me parece que elas quiseram ir mais ou menos pro mesmo lado da IU no começo da década passada, com elementos de jazz e bossa nova mais cinematográficos no instrumental. Porém, falta um refrão mais forte, mais grudento, que traga “Red Sun!” pro pop e dê vontade de repetir ela ao final. E os vocais delas são muito parecidos entre si, talvez se fossem timbres mais distintos rolasse uma diferenciação nas seções, sei lá. Não gostei, foda-se. Melhorem, VIVIZ!

Loona – POSE

Essa… eu gostei! Num primeiro momento, achei que ela seria mais uma bateção de panela que já não aguento mais, mas o instrumental vai se desenvolvendo prum lado mais clubber dançante e traz ainda um drop contagiante no refrão. Me lembrou o estilo do “The end of an Era”, mais recente (e ótimo) álbum da Iggy Azalea. Não amarra os sapatos do que o Loona fez até 2019, mas ainda assim é algo bem bacana. Tomara que a apresentação seja bem fishy e piranhona, que sabe elas descolam um terceiro lugar só pelo lulz.

Brave Girls – Whistle

Essa também é muito boa. Basicamente, uma continuação do estilo que elas adotaram de gatinhas do verão por conta de “Lollin'”, mas duma maneira menos esganiçada do que “Chi Mat Ba Ram”. Uma delicinha, colorida, solar, cativante, que nos traz empolgação e aquece os nossos corações para aproveitar dias ao sol. Por mim, podiam aproveitar o embalo e lançar um MV com uma coreografia crocante e tentar recapturar novamente o raio com a nação coreana.

Quais as prediletas de vocês?

5 comentários em “Queendom 2: comentários sobre as faixas inéditas!

  1. Pra ser sincero, minha opinião tem mudado cada vez que eu escuto novamente cada música. Nenhuma é sensacional, mas nenhuma é ruim; no começo tinha achado que “Pose” e “Aura” tinham deixado a desejar e que “The Girls” era horrível, mas elas cresceram comigo; na contramão, eu tinha adorado “Waka Boom” e “Red Sun!”, mas elas “murcharam” um pouco na segunda ouvida.

    No fim das contas, acho que as performances vão ajudar a consolidar essas músicas no nosso gosto (ou não, caso as performances sejam ruins). Não que isso vá fazer muita diferença na Coreia do Sul, já que o Queendom 2 acabou sendo um fracasso enorme de audiência (a final teve que trocar o critério de posição nos charts oficiais coreanos pelo de posição no Spotify porque NENHUMA MÚSICA estava entrando nos charts da Coreia do Sul)… uma pena, porque no geral achei o nível da competição bom, e porque todas as competidoras entraram no programa pra tentar emplacar com o povão e no fim provavelmente nem quem vencer vai conseguir.

    (falando em Spotify, é interessante ver a diferença do desempenho de cada música no Spotify da Coreia do Sul e no Spotify global; pelo que vi, a música do Kep1er tá indo bem mal na Coreia do Sul mas é a terceira mais ouvida no global, enquanto a situação da do WJSN é exatamente o contrário… só não sei qual dos dois a Mnet vai usar pra calcular os resultados)

    Curtido por 1 pessoa

  2. O que eu achei das músicas do pior para o melhor:

    – Kep1er: mais uma música sem originalidade alguma, só mais um batidão com selo Blackpink. Fico impressionado que a galera da alguma atenção pra esse grupo que não tem NADA que pareça próprio delas.

    – Viviz: pavoroso! A essa altura do campeonato, depois que Gfriend já faleceu, essas meninas ao invés de usarem dessa oportunidade de ter um “novo grupo” e fazerem algo inovador para elas, mas decidem ficar presas nesses conceitos fofos. EUNHA PARA DE FINGIR TER 5 ANOS MULHER…
    Horrível, péssimo, um desperdício a SinBcita e a Umji gastarem a gostosura delas em algo assim.

    – Loona: não é ruim, mas tbm não é bom. Loona parece que não aprende, o público delas gosta muito mais daquele conceito místico do grupo (e ELAS COMBINAM mais com esse estilo). Foi o que realmente deu destaque no processo de pré-debut delas. Mas ainda insistem em querer fazer batidão blackpink pra seguir modinha. Eu gosto muito das meninas, mas que continuem flopando se for pra continuarem abandonando o conceito delas pra nadar com a correnteza. (e fico puto por uma faixa chamada POSE não ser um hino pra galera animada GLS)

    – WJSN: É inovador e revolucionário? Não, mas durante aqueles 3:36 minutos, cria ali pra você um lugar tão aconchegante, tão reconfortante. Essas já acertaram, seguiram a imagem mística do grupo, quando ouvimos faz a gente querer viver uma história de meninas mágicas prontas para salvar o mundo.

    – Brave Girls: assim como as anteriores, essas ficaram no save, mas acertaram. É a típica música que elas lançariam num verão e floparia horrores antes de 2021. É uma música gostosa de ouvir, da vontade chamar as amigas, por um biquini e curtir muito numa praia, sol, caipirinha e macho de sunga.

    – Hyolyn: LENDA, essa mulher entrega demais. É batidão? É… mas olha a diferença desse batidão, pro outro sem personalidade das clebentas.
    É envolvente, é gostoso de ouvir, da vontade de dançar. É um crime a Coreia não valorizar a maior ACE do kpop.

    Curtido por 1 pessoa

  3. A título de curiosidade, já faz dois dias que o Queendom 2 acabou… e ATÉ AGORA a Mnet não colocou os vídeos oficiais das performances no YouTube. Quer dizer, até colocou, mas estão restritos e nós não estamos entre os países permitidos pra vê-los (mesmo que TODOS os rounds anteriores tenham tido suas performances disponibilizadas pra nós).

    Mas o mais estranho é: ela não permite que a gente assista aos vídeos oficiais… mas permite que a gente veja as full cams (que na maioria das vezes são mais interessantes que a edição de câmeras nos vídeos oficiais) e as fancams individuais de cada idol. Vai entender…

    E interessante que essa é a primeira vez (não contando a minirrodada das units) que uma performance da Hyolyn tem mais de uma fancam, uma pra ela e outra pra Lee Youngji (nunca tinha ouvido falar dessa rapper, no áudio de estúdio eu até achei que era um homem que fazia o rap, mas ADOREI ela!).

    Por sinal, tem um canal de YouTube que fez dois rankings das fancams mais vistas (um só com a fancam mais vista de cada idol, outro com TODAS as fancams de TODAS as idols), e me surpreendeu que as da Hyolyn foram bastante vistas… não porque ela não merecesse, claro (merece muito!), mas porque eu achava que o propósito de uma fancam era permitir você ver o tempo todo alguma idol de determinado grupo (já que na edição as câmeras se dividem entre as integrantes) – e a Hyolyn, como solista, JÁ TEM o jogo de câmeras focado só nela o tempo todo…

    Tem outras curiosidades sobre esses rankings de fancams, mas acho que já fiz textão demais nesse comentário e nem sei se alguém aqui tem interesse em saber, então vou parar por aqui. Desculpem pelo textão, flwvlw!

    Curtir

    1. …OK, acho que agora eu entendi por que a Mnet liberou as full cams e fancams mas não os vídeos oficiais das performances: acabei de assistir às full cams e elas claramente NÃO FORAM FILMADAS DURANTE A TRANSMISSÃO DA FINAL.

      Provavelmente a Mnet pegou vídeos dos ensaios ou fez elas repetirem as performances depois que o programa já tinha terminado (provavelmente são dos ensaios), e só meteu os áudios das performances de verdade por cima dos vídeos pra dar uma enganada. Isso fica bem evidente pela falta da plateia (mesmo com os aplausos no final), além da entrada da Youngji na full cam da Hyolyn não mostrar as outras competidoras (na performance ao vivo elas aparecem bem atrás pulando e aplaudindo) e a full cam do Kep1er não ter a Chaehyun (que só chegou no estúdio de última hora pra participar da performance ao vivo e voltou pro hospital).

      Isso também deve explicar por que não há uma fancam da Chaehyun. Mas ainda não explica por que a Mnet não liberou as performances oficiais (que eu lembre, todas foram consideravelmente bem… e não foi pra disfarçar os playbacks do WJSN e do Viviz porque eles continuam presentes e perceptíveis nas full cams).

      Curtir

      1. Terceiro comentário seguido… perdão, pessoal!

        Só passei pra avisar que, embora a Mnet não tenha mesmo liberado no YouTube os vídeos oficiais das performances da final (só as full cams, que dessa vez foram tiradas dos ENSAIOS, não das performances ao vivo), é possível assistir aos vídeos no seguinte link:

        https://thebiaslist.com/2022/06/03/queendom-season-two-finale-recap-and-ranking/

        Acho que pra quem quer ver a Chaehyun na performance do Kep1er (ou a Pirralha do Sapo fascinada pelo físico dos dançarinos da Hyolyn na entrada da rapper), vale a pena.

        No mais, parabéns pras WJSN pela vitória! Minha torcida era pro Loona, e pela trajetória a Hyolyn teve o melhor desempenho, mas convenhamos que as Garotas Cósmicas tiveram uma trajetória consistente mesmo com a dificuldade de passarem a competição inteira desfalcadas (incluindo a ausência de uma das principais vocalistas), e nós sabemos que elas são muito talentosas e têm uma discografia invejável. Valorize mais essas moças a partir de agora, Starship!

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s