Em “ALGTR”, Lexie Liu quer rebootar o futuro, pois o planeta Terra é um macho escroto que está prendendo todos em monitores (ou algo assim)

Olha, eu não tinha a menor ideia de quem era essa tal de Lexie Liu, até que o YouTube fez valer a grana em publicidade que a gravadora dela deve ter investido, jogando ALGTR nos meus recomendados diariamente há umas boas duas semanas. E que bom que eu dei play, porque, uou, what a jaaaaaammmm

Dando uma contextualizada (com dados da wikipedia), Lexie Liu é uma cantora chinesa de 22 anos que já teve um pézinho do K-Pop, ao menos, duas vezes. A primeira, na quinta temporada do reality show “K-Pop Stars”, que foi ao ar entre 2015 e 2016, participando com um grupo chamado Mazinga S (de onde saiu também uma das meninas daquele Secret Number que vocês gostam) e chegando ao quarto lugar. A segunda, no mais recente single do grupo virtual K/DA (olá, lolzeiras), More, que eu achei bem qualquer coisa na época do lançamento.

Posto isso, “ALGTR” é a title de seu mais recente comeback, o EP “Gone Gold”, lançado em janeiro, já sendo o quarto álbum dela num geral. E, ó, que delicinha. Já ouvi umas trinta e cinco vezes só hoje e, a cada nova repetição, ela fica melhor.

A Lexie aqui é mais outra gatinha a seguir a moda 80s em seu instrumental. Contudo, diferente da maioria do que vemos no pop atual, ela opta por inserir influências mais voltadas pro EBM (electronic body music), que, resumidamente, é um gênero de tal década que bandas e DJs mais alternativos mesclavam elementos do synthpop radiofônico com os trecos do industrial esquisitões, resultando em algo que era bem pesado, mas ainda assim apetitoso para fritar nas pistas de dança. Exemplo NSFW a seguir:

“ALGTR” manda muito bem na adaptação desses elementos todos pruma roupagem pop que consegue cativar mesmo quem não se importa com esses bagulhos eletrônicos mais agressivos. O que é ótimo, pois tenho certeza que os cinco ou seis leitores (posts de J-Pop já são um flop, de MandoPop então…) que clicarem no videoclipe lá em cima viverão por tal pancadão.

Pancadão esse que eu adorei em tudo que ele se propôs. Os versos são uma maravilha. O refrão é uma bobagem especialíssima. A letra avulsa com ela metendo vários questionamentos através de uma história pós-apocalíptica/distópica/sci-fi maluca sobre rebootar o mundo, a Terra prendendo os humanos em telas, falsidade nas timelines e críticas-sociais-fodas, é crocante. E o clipe nessa mesma pegada fumada é entretenimento puro.

Melhor ainda é que essa jogada sonora gutural-porém-rebolativa não só é bem aproveitada no single, mas também no resto do mini:

Btw, eu não tenho certeza se “ALGTR” é mesmo o título da música não, mas como está lá no YouTube ao lado dos kanas chineses, imaginei que fosse e reproduzi aqui. No Google Tradutor, os caracteres 有吗炒面, traduzindo tanto do mandarim quanto do japonês em forma de kanjis, dá como resultado a frase “Você tem macarrão frito?”. Icônico.

Enfim, boa primeira impressão dessa Lexie Liu aí. Já conheciam ela?

3 comentários em “Em “ALGTR”, Lexie Liu quer rebootar o futuro, pois o planeta Terra é um macho escroto que está prendendo todos em monitores (ou algo assim)

  1. Não sei por que mas imagino a Mandona (eu não digitei errado) lançando isso, me lembrou muito a ost que ela fez pro filme do 007 quando ainda era o Pierce brosnam

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s