Would You Run: TRI.BE serve mais um pancadão para vocês reclamarem de alguma apropriação cultural e eu ir requebrando até o chão

O TRI.BE meio que se tornou um grupo queridinho desse blogueiro bocó quando, mais cedo nesse ano, eu fui #TRI.BALIZADO com RUB-A-DUM e DOOM DOOM TA, dois farofões crocantes demais que misturam uma porção de elementos distintos, incluindo o funk carioca. Em paralelo, uma galera, provavelmente bem jovem, começou a problematizar o grupo, dizendo que elas se apropriavam culturalmente de culturas que não são a cultura delas e deveriam parar de se apropriar culturalmente de culturas que não são a cultura delas.

Como essas discussões de Twitter têm a profundidade de um pires e a duração de um vídeo no TikTok, as novas protegidas do Shinsadong Tiger já estão de volta, ainda com esse conceito “world music diplo com M.I.A. capopeiro“, jogando no liquidificador uma porrada de troços com Would You Run

Continuar lendo “Would You Run: TRI.BE serve mais um pancadão para vocês reclamarem de alguma apropriação cultural e eu ir requebrando até o chão”

PLAYLIST (Maio’21) 🍜

E se foi maio. Cansativo no meu lado discente, já que foi o último mês do terceiro período da minha faculdade e uma porção de professores resolveram despirocar, tacando provas surpresas, avaliações malucas e desbancar em surtos de raiva em sala de aula. Mas bem bom nos outros: mamãe tomou vacina, as lojinhas online aproveitaram o ~mês do orgulho nerd~ pra colocar tudo em promoção, então descolei barato uns gibis e livros de luxo que eram caros da minha lista de desejos, além duns joguinhos para o meu novo ultra super uber pc gamer com luzinha colorida irritante. Írra!

E no pop asiático as coisas foram surpreendentes. Com o fim desse período de virada entre primavera e verão, vários acts grandes fizeram comeback e debutaram com armas fortes tentando arrancar a atenção do público na Coreia do Sul. Joy e TXT não conseguiram a minha ainda, nem ouvi os álbuns, então ficam para junho só. Já no Japão, bom, só sei o que os coleguinhas postaram em seus blogs, pois não tive tempo de procurar mais. Mas teve FEMM com sua melhor música em anos, então comemoremos e comecemos logo essa playlist elaaaaasssss…

Continuar lendo “PLAYLIST (Maio’21) 🍜”

DOOM DOOM TA: Eu fui tri.balizado!

Dias atrás eu soltei um post falando da ruim/boa RUB-A-DUM, do icônico TRI.BE. Eu meio que só passei por cima do single de debut delas ao longo da introdução, pois meio que só tinha passado por cima do single de debut delas na época do lançamento. Mas me deixem reparar esse erro, pois tenho ouvido a MERDAVILHOSA DOOM DOOM TA umas cinquenta e quatro vezes por dia essa semana e preciso dizer que eu fui TRI.BALIZADO!

*BOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOM*

Continuar lendo “DOOM DOOM TA: Eu fui tri.balizado!”

“RUB-A-DUM” é o descarrilamento de trem mais divertido dos últimos tempos até o K-Pop desovar alguma outra bagunça ruim/boa para nós

Não lembro se cheguei a falar do TRI.BE aqui no blog à época do debut lá, mas elas são uma espécie de “novo EXID”, o que se traduz em serem a nova aposta do produtor Shinsadong Tiger, que vem investindo nelas como um novo cartaz para as músicas que ele compõe. Honestamente, elas ainda terão que comer muito arroz com feijão para chegarem aos pés de LE, Hani e as outras, e mesmo o tigrão lá ainda terá que cavucar umas produções mais interessantes para que elas aconteçam de verdade, mas enquanto isso não acontece, dá pra ir se divertindo com tranqueiras como RUB-A-DUM

Continuar lendo ““RUB-A-DUM” é o descarrilamento de trem mais divertido dos últimos tempos até o K-Pop desovar alguma outra bagunça ruim/boa para nós”

Raspa no tacho (18/02): debut do TRI.BE, merda de natal do aespa, CF da Soyou com o IZ*ONE e mais

Toda semana (ou quinzena, no caso desse post), uma porção de trecos saem e, por algum motivo, como falta de relevância para encher um post inteiro, ou falta de tempo deste que vos escreve, acabam não dando às caras aqui quando deveriam. Juntem isso tudo num lugar só e, plim, temos a raspa no tacho.

Continuar lendo “Raspa no tacho (18/02): debut do TRI.BE, merda de natal do aespa, CF da Soyou com o IZ*ONE e mais”