PLAYLIST (Julho + Agosto’21) 🍜

Oi. Vamos lá…
Continuar lendo “PLAYLIST (Julho + Agosto’21) 🍜”

Lim Kim quer a sua “HOLLA” caindo nela na deliciosa “Falling”

Quem acompanhou o top 2015 que postei esses dias (a maioria de vocês, já que o listão foi um SUCESSO em views que nem eu esperava) já conhece a Lim Kim pela excelentes Awoo e Love Game. Esse par de singles dela seis anos atrás meio que foi o último momento onde dei duas fodas para a Lim Kim como cantora. Ali, ela conseguiu entregar um pop alternativo ainda radiofônico o suficiente para pessoas não pedantes curtirem de verdade, coisa que ela falhou miseravelmente em seus lançamentos seguintes, “artísticos” demais e interessantes de menos aos ouvidos.

Então levei um susto quando compartilharam Falling hoje no Twitter e, uia, a música tá realmente boa:

Continuar lendo “Lim Kim quer a sua “HOLLA” caindo nela na deliciosa “Falling””

TOP 100 | As melhores músicas do asian pop em 2015 [55-41]

E já estamos na quarta parte desse listão compilando quais foram os maiores, mais incríveis, mais icônicos e destemidos lançamentos do pop asiático no maior, mais incrível, mais icônico e destemido ano da última década para lançamentos do pop asiático. Top of the tops at all. Aqui, fechamos a primeira metade desse listão abrimos espaço para as cinquenta mais.

Será que suas morrerão na praia antes mesmo da corrida final? Será que elas sobreviverão ao hunger games do top 40? Ou será que, tal como “Lion Heart”, do Girls’ Generation, ou “Ring My Bell”, do Girl’s Day, elas sequer foram consideradas? Descubram isso agora…

Continuar lendo “TOP 100 | As melhores músicas do asian pop em 2015 [55-41]”

TOP 100 | As melhores músicas do asian pop em 2015 [85-71]

E vamos com a segunda parte do ranking de melhores músicas do asian pop em 2015, reciclando parágrafos dos tops originais do blog azul lá, com posições atualizadas com meu atual gosto mais refinado (hahaha).

Continuar lendo “TOP 100 | As melhores músicas do asian pop em 2015 [85-71]”

Heize, “Lyricist” e outras bossas novas no K-Pop

Heize retornou ontem (10) com Lyricist, seu sexto mini-álbum de estúdio, divulgado com o lead single de mesmo nome abaixo:

Sei que sou minoria nessa bolha, mas gosto bastante da Heize como artista. Das participantes do finado “Unpretty Rapstar”, ela foi a que, a longo prazo, se mostrou mais estável em questão de qualidade de releases e sucesso com o público. Adoro seu timbre vocal e vejo a maneira mais passional dela cantar como um diferencial no nicho de “artistas consumíveis por universitários coreanos”. Com poucas exceções, sua voz e figura conseguem elevar a qualidade de uma demo como poucos.

“Lyricist” é uma delícia, já ouvi umas trinta e sete vezes de ontem para hoje. Além disso, ela segue uma moda estranhamente interessante que muitos cantores sul-coreanos já vinham apresentando há bastante tempo, mas que parece ter se intensificado esse ano: a inspiração na bossa nova.

Não tenho a mais remota ideia do porquê de diferentes produtores e compositores da Coreia do Sul serem influenciados pela bossa nova (talvez por trilhas sonoras de filmes europeus?), mas foram vários os singles e album tracks mesclando o estilo aqui do Brasil com outras influências mais atuais. Alguns exemplos:

Continuar lendo “Heize, “Lyricist” e outras bossas novas no K-Pop”