THROWBACK 2000s | O melhor do pop asiático no ano de 2003

Olá, caros leitores. Sigamos com essa série de posts relembrando os melhores troços de cada ano da década passada. Dessa vez, com foco especial em 2003, que não foi tão frutífero assim para o pop asiático, mas que, tal como em outros momentos, as canções que se tornaram highlights são, de fato, comentáveis. Das escassas 20 faixas que tinha na playlist lá do outro blog (que tenho usado como norte para essas matérias), só 11 sobraram. Sem muitas delongas, vamos a elas…

2003, em minha opinião, foi o ano de ápice musical do PUFFY. Elas soltaram seu melhor álbum, o “Nice.”, ainda naquela onda de duas versões (em inglês e japonês), tentando conquistar uma fatia no nicho internacional de pessoas que gostavam e pop/rock oriental… E conseguindo isso. E sucesso se deu através de algumas canções em parceria com a Cartoon Network antes mesmo delas estrelarem seu próprio desenho animado.

“Teen Titans Theme” é, sem sombra de dúvidas, uma das mais legais já feitas para uma animação ocidental em todos os tempos. Ami e Yumi conseguiram passar para áudio toda a sensação que mistura ação com despojamento pertencente à série dos Jovens Titãs. Se bobear, é uma das minhas músicas favoritas da vida.

E essa “K2G”, também utilizada na trilha sonora de “Teen Titans”, além de aparecer num episódio de “What’s New Scooby-Doo?” e em sei lá quantos comerciais da Cartoon Network à época, ainda é tão legal. Divertida demais em passar um clima elétrico, como se o mundo fosse um episódio de Phineas e Ferb e todos aproveitássemos a vida como se estivéssemos em férias eternas.

Outra canção de trabalho do álbum, cujo videoclipe eu não achei no YouTube, é essa “Tomodachi”, uma das minhas favoritas delas, que passa uma aura otimista do início ao fim. O refrão é bonitinho demais, ouçam e sintam seus corações sendo aquecidos.

Aproveitando para falar de outras animesongs da época, com Inuyasha terminando e eu perdendo o interesse em Digimon (não assisti nada do que saiu depois do “Frontier”, sou um otaco preguiçoso), um vácuo para aquilo de “anime cuja trilha sonora, anualmente, soltaria algum bop lendário” se criou. Felizmente, não durou nada, já que Narutin já estava em circulação nos brindando com o quanto possível de jams aguentássemos a cada temporada. Uma das minhas preferidas do desenho até hoje é “Haruka Kanata”, Asian Kung-Fu Generation. Acho que não vou num evento de anime desde 2012, mas duvido que, ainda hoje, não tenham grupos fazendo cover dessa delícia, com a platéia cantando a letra do início ao fim.

Foi aí que rolou o primeiro anime de “Fullmetal Alchemist”, que tem um clima melancólico que amarra a narrativa e me prendeu como o “Brotherhood” nunca conseguiu. Essa OST dele, “Melissa”, do Porno Graffitti, é outra que deve ter sido tocada massivamente em eventos otaku daqui. O engraçado é que, até hoje, consigo balbuciar os fonemas dela como se ainda a escutasse diariamente. É o poder de um bom refrão pop.

A BoA trabalhou bastante em 2003. LPs na Coreia do Sul e no Japão, vários singles nesse segundo, tudo bem legal. Digo, legal pro repertório nipônico dela, pois no capope, ela ainda sofria com problemas de mixagem nas faixas que dataram demais o “Atlantis Princess” (eca). Tanto que ele será devidamente ignorado aqui. As coisas começam a mudar em 2004, aguardem. “Rock With You”, pro J-Pop, deve ter sido o melhor dela até então. Adoro essa mistura de Urban com Rock, adoro o videoclipe com ela descendo o cacete em todo mundo.

A título de curiosidade, a Utada só lançou mesmo seu quarto álbum japonês completo em 2006. Felizmente, ela soltou uma série de singles nesse meio tempo que, eventualmente, aparecerão por aqui. Em “Colors”, ela consegue passar uma emoção tão verdadeira em sua interpretação vocal que, mesmo tocando um dance para ir até o chão por trás, é quase impossível não se arrepiar ao escutar.

Também em 2003, a Mika Nakashima lançou “Snow Flower”, uma das músicas mais lindas de seu repertório, além de ser uma das baladas mais facilmente associáveis em minha cabeça ao J-Pop dos anos 2000. Podiam mandar isso aí para todas as empresas do K-Pop aprenderem algo, né?

Falando em balada, Ayu também veio com uma fortíssima. A explosão sônica do refrão de “No Way to Say” é tão deliciosa. Na real, todo o instrumental aqui é perfeito, do começo ao fim. E para quem preferir algo ainda mais energético…

Rolou também “Because of You”, se jogando mais pro rock e pras interpretações glam. Gostaria de ouvir, hoje em dia, mais coisas assim dela. É só olhar pelo videoclipe acima, dá pra notar o quando ela se divertia fazendo coisas assim.

Por fim, mas não menos importante, “Idol Fancy”, do Capsule. Ótima farofinha eletrônica com algumas influências de bossa nova aparecendo sutilmente na maneira como seu andamento é montado. É como se unicórnios cuspissem arco-íris em nossas caras.


Resultado de imagem para teen titans opening gif

E de 2003 foi isso aí. Se preparem que, a partir de 2004, as coisas começam a esquentar na Coreia do Sul, com vários acts relevantes acontecendo e pavimentando sei lá quantos conceitos que se tornariam fortes anos mais tarde. Até lá. \o

9 comentários em “THROWBACK 2000s | O melhor do pop asiático no ano de 2003

  1. Because of You é minha música favorita da Ayu de todos os tempos! E Colors é maravilhosa como praticamente tudo que a Utada lança!

    Não é à toa que o povo vivia comparando as duas, pelo jeito. Engraçado que todo mundo comprava a história da rivalidade, e quando elas finalmente se encontraram num programa de TV (acho até que foi em 2003 mesmo, não foi?), as duas ficaram conversando sobre os assuntos mais aleatórios como se fossem colegas de escola…

    (e fiquei surpreso ao descobrir no Wikipedia que o duo Puffy ainda está junto e na ativa… bom, mais ou menos na ativa, mas o último single delas saiu ano passado)

    Curtido por 1 pessoa

    1. Ah, ainda sobre a Ayu, meu sonho seria ela retomar a fase roqueira pra valer, com um álbum inteiro nesse estilo. Mas com a audição dela em estado crítico, receio que tocar músicas pesadas assim poderiam deixar ela completamente surda de vez… uma pena.

      Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta para Brave Sound Drop It Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s